Olimpíadas de Pequim: 1º atleta japonês testa positivo para covid-19

O teste positivo do atleta japonês foi um dos 32 reportados pelo comitê organizador na China na quarta-feira (2).

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Os Jogos de Inverno de Pequim começam em 4 de fevereiro (banco de imagens)

O Comitê Olímpico Japonês – JOC anunciou na quarta-feira (2) o primeiro caso positivo entre atletas japoneses que estão participando dos Jogos de Inverno de Pequim.

Publicidade

O JOC disse que um “esquiador” testou positivo para covid-19 na terça-feira (1º) em Pequim após resultado negativo antes de partir para a China.

O nome do atleta não foi divulgado devido à política de privacidade do JOC, embora tenha sido confirmado que a pessoa é um caso assintomático.

O teste positivo foi um dos 32 reportados pelo comitê organizador na quarta-feira, 15 dos quais foram detectados em verificações no aeroporto e outros 17 entre os que já haviam entrado na “bolha” olímpica de Pequim.

Os Jogos de Pequim serão realizados de 4 a 20 de fevereiro sob regras rigorosas relacionadas ao coronavírus com atletas, funcionários de equipes, mídia e outros trabalhadores restritos a uma bolha que os mantêm isolados do público da China.

Fonte: Japan Today

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Abenomask: ¥1 bilhão para enviar, ¥60 milhões para descartar

Publicado em 3 de fevereiro de 2022, em Economia

Governo abriu inscrições para entrega das 80 milhões de Abenomask que continuam em estoque, mas recebeu muito mais pedidos do que o esperado.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem: Nishi Nihon Shimbum

O governo japonês abriu em dezembro do ano passado inscrições para entrega de mais de 80 milhões de Abenomask que estavam em estoque sem uso, para interessados. Segundo o Secretário do Gabinete Matsuno, o governo recebeu um total de pedidos de 280 milhões de unidades.

Publicidade

As inscrições poderiam ser feitas pelos cidadãos, empresas e organizações governamentais, sendo que o limite era de 100 unidades por pedido. Ao todo, foram feitos 370 mil pedidos, revela o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar.

O governo considera distribuir as unidades disponíveis igualmente entre os inscritos já que houve uma demanda muito grande.

Inicialmente, o ex-primeiro-ministro Abe havia produzido cerca de 140 milhões de máscaras de pano, mas aproximadamente 82 milhões sobraram e ficaram estocadas. Até o momento, foram gastos ¥600 milhões com armazenamento.

Na terça-feira (1), fontes do governo revelaram que o custo para o envio das 80 milhões de máscaras poderia ultrapassar ¥1 bilhão em estimativas iniciais. Entretanto, o descarte das máscaras poderia ser feito com ¥60 milhões.

“Muitas pessoas devem estar pensando que, jogar fora seria mais barato. Se (as máscaras) forem usadas corretamente, podem gerar efeito econômico”, disseram as autoridades. Entretanto, responsáveis do ministério comentaram que ainda estão calculando os custos de entrega, e não é possível afirmar um valor exato no momento.

Fonte: Nishi Nihon Shimbum

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância