Iene sofre mais depreciação na terça-feira

Na terça-feira teve mais uma variação negativa para a moeda japonesa.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Cotação na abertura do mercado de Tóquio, às 8h30 de terça-feira (FNN)

A taxa de câmbio do iene no mercado de câmbio de Tóquio na terça-feira (15) foi de 118,31-35 por dólar, ao meio-dia

Publicidade

Fechou com 59 centavos mais fraco do que no dia anterior, segunda-feira, renovando o pior índice em 5 anos e 2 meses. 

O FED-Federal Reserve Board, um sistema dos bancos centrais dos EUA, está fortalecendo a observação do aumento das taxas de juros, o que acelera a venda de ienes e a compra de dólares.

No mercado de câmbio de Londres, a taxa de câmbio também foi de 118 ienes por dólar, na segunda-feira (14).  

“À medida que o iene é desvalorizado para o nível de 118 e o dólar fica mais forte, os pedidos de compra para ações foram relacionados à exportação, como de carros”, disse um analista de mercado.  

Por outro lado, os investidores analisam atentamente se vai ocorrer um cessar-fogo por parte da Rússia, na Ucrânia. Também observam a situação da China, onde a epidemia do coronavírus voltou a se expandir.

Depreciações do iene desde a década de 90

Na década de 90 a moeda japonesa caiu de 120 para 160 ienes o dólar, no auge da bolha econômica.

No outono de 1998, a cotação chegou a US$1 = 147,64 ienes, em 11 de agosto, após o estouro da bolha.

Após o ataque terrorista nos EUA, o iene enfraqueceu novamente chegando a 130.

Em 2007, o dólar estava na faixa de 124 ienes pela primeira vez em vários anos.

Em 2017 o ano começou com 118 ienes o dólar.

Fontes: Asahi, NHK e FNN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Corajosa invade noticiário da emissora russa com cartaz contra a guerra

Publicado em 15 de março de 2022, em Notícias do Mundo

Segundo informações da mídia local, a russa trabalhava na emissora estatal e foi presa.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem meramente ilustrativa de manifestação contra a guerra da Rússia na Ucrânia (Flickr)

Uma mulher russa invadiu o set de um noticiário noturno no principal canal de tevê estatal da Rússia, o Channel One, na segunda-feira (14), segurando um cartaz que dizia: “Sem guerra. Pare a Guerra. Não acredite na propaganda. Eles mentem para você aqui. Russos contra a guerra”. Ainda gritou: “Pare a guerra, não à guerra”, antes que o câmera a cortasse.

Publicidade

A agência de notícias estatal russa TASS citou como uma fonte policial, informando que a mulher trabalhava para o canal. A TASS e a OVD-Info, um grupo de direitos humanos que acompanha as manifestações e ajuda os manifestantes a encontrar advogados, informaram que a mulher foi detida e levada para uma delegacia de polícia de Moscou.

Estima-se que o número de manifestantes detidos chegue a 15 mil na Rússia, desde 24 de fevereiro, quando começou a invasão na Ucrânia.

Desde o início da guerra, a Rússia reprimiu os meios de comunicação e as redes sociais. Cerca de duas dezenas de organizações de mídia russas independentes foram fechadas pela Força ou optaram por interromper as operações.

As redes sociais Facebook, Twitter e Instagram foram bloqueados no país.

Fontes: ANN e WST

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância