Indústrias da região Tohoku com produção suspensa, incluindo Toyota

Gigantes de diversos setores com indústrias e comércio na região Tohoku tiveram que suspender a produção ou fechar as portas temporariamente.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Sobrado em Kunimi (Fukushima) desaba, com o tremor de intensidade sísmica 6 (NHK)

O forte terremoto de magnitude 7,4 em Fukushima e Miyagi, o qual provocou abalos de intensidade sísmica de 1 a 6 forte em ampla área do Japão, às 23h36 de quarta-feira (16), já foi a causa de 4 mortes, até as 11h de quinta-feira (17). 

Publicidade

Grandes empresas paralisam temporariamente

Por causa desse terremoto uma das gigantes do segmento de papéis, a Daio, suspendeu a produção imediatamente das duas plantas. Uma delas foi a de Iwaki, que fabrica papel jornal e caixas de papelão, e outra, a de Fukushima, ambas na mesma província, a qual produz fraldas descartáveis e outros artigos de higiene para Elleair.

A outra que informou sobre a suspensão foi a Eneos Holdings, das operações na Refinaria de Sendai (Miyagi), até verificar todos os danos. 

A Tohoku Electric Power interrompeu a operação da Unidade 1 da Usina Térmica de Haramachi, na cidade de Minamisoma (Fukushima) e da Unidade 3 da Nova Usina Térmica de Sendai (Miyagi), e prossegue com o trabalho de confirmação da situação dos danos.

A Iris Ohyama, uma grande fabricante de utensílios domésticos com sede em Sendai (Miyagi), suspendeu algumas linhas de produção em sua fábrica para verificar a segurança.

Ocorreu um incêndio na planta de Tome (Miyagi) da Murata Manufacturing, logo após o terremoto. Ninguém ficou ferido, e o fogo foi extinto por volta das 2h de quinta-feira. Por isso, a produção foi suspensa.

Além da escassez de semicondutores, Toyota amarga o terremoto

Da mesma forma, a Toyota Motor suspendeu temporariamente a operação diurna das plantas de Iwate e Miyagi. O terremoto causou danos, como uma parte do teto da fábrica descascando, por isso a montadora está conferindo os aspectos de segurança.

Ainda não há informação se voltará a operar no turno da noite.

A Toyota Motor deverá ter produção reduzida por causa disso, afetando a sua meta, pois em março já ocorreram outras paralisações temporárias por causa de um ciberataque no sistema de seu fornecedor e também por falta de semicondutores.

Terremoto afeta outras indústrias e varejo

Rua em Iwaki, por volta das 2h30 de quinta-feira (NHK)

A Sony é outra fabricante com uma planta em Tagajo (Miyagi), da qual não há informação se suspendeu ou não a produção. A Kioxia Holdings, fabricante de semicondutores, também tem fábrica em Kitakami (Iwate).

A Nissan Motor interrompeu a produção noturna em sua fábrica de Iwaki (Fukushima).   

Não há informações detalhadas, mas sabe-se que algumas lojas da rede Aeon foram danificadas. Os funcionários não precisaram ser evacuados e parece que ninguém ficou ferido.

De acordo com um porta-voz da Seven & i Holdings, algumas lojas de conveniência 7-Eleven sob seu guarda-chuva, informaram que passam por falta de energia elétrica, tanto na região metropolitana quanto em Tohoku.  

Ainda estão sendo feitos os levantamentos, mas há notícias de hotéis danificados, além de lojas do comércio em diversas cidades, as quais tiveram que fechar as portas temporariamente. Isso pode afetar o cotidiano dos residentes locais.

Fontes: NHK, Nikkei e Sankei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Depois do anúncio da primeira floração de sakura começa o rush

Publicado em 17 de março de 2022, em Sociedade

As primeiras flores de sakura desabrocharam na semana anterior. A partir da próxima começa o efeito dominó.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Sakura no ápice da floração (Pixabay)

Às 9h30 de quinta-feira (17) o Observatório Meteorológico de Fukuoka informou que foram constatadas as primeiras flores de cerejeira na cidade de Kurume. Mas, não foi a primeira do Japão, pois nas cidades de Hiroshima e Fukuoka já aconteceram em 11 e 12 deste mês, respectivamente.

Publicidade

Depois que são anunciadas as primeiras florações na região Kyushu acontece o efeito dominó. Isso porque a popular variedade Someiyoshino foi a mais espalhada por todo país, se tornando um símbolo da primavera japonesa.

Registro das primeiras na cidade de Fukuoka, em 12 deste mês, em um dia chuvoso (Tenki)

Pode ser que em Tóquio seja anunciada a primeira, na quinta-feira. A partir da próxima semana começa o rush das florações da sakura. As previsões são de 21 para outros lugares da província Hiroshima e Kochi ,e no dia seguinte em Kagoshima.

Para quem gosta de apreciá-las, pode anotar na agenda a previsão de 22 para Aichi, Gifu e Mie. Em Osaka e Quioto deverá acontecer em 24.

No final do mês, 30, será a vez das províncias de Ishikawa, Fukui e Shiga.  

A partir de abril deverá ocorrer a primeira floração em Sendai, Nagano e Niigata, por volta de 4 ou 5. Em Kushiro (Hokkaido) está prevista para 8 de maio.

Vale lembrar que após o anúncio das primeiras flores a desabrochar leva alguns dias para o ápice. 

Fontes: WeatherNews e Tenki

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância