Invasão da Ucrânia ameaça indústrias de semicondutores

Se o segmento de semicondutores for afetado, desencadeia-se um efeito dominó nas indústrias automobilística, de smartphones, de baterias e outras.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Neon (Ne) é imprescindível para a fabricar semicondutores (Wikipedia/Flick)

À medida que a invasão militar da Rússia continua na Ucrânia, há uma crescente preocupação com a aquisição de recursos raros, como neon e paládio, pois as indústrias dependem do fornecimento de ambos os países.  

Publicidade

O neon é indispensável para a fabricação de semicondutores e o paládio é usado como medida contra gases de escape dos automóveis

Se o fornecimento for interrompido devido a paralisações das fábricas ou interrupções de logística, a escassez global de compras de semicondutores e produção de carros pode ser severamente afetada, o que pode prejudicar o desempenho dos negócios.  

Dependência da Ucrânia

A Ucrânia responde por cerca de 70% da produção mundial de neon e o impacto no mercado é gigantesco. Na fabricação de semicondutores, um dispositivo de exposição chamado stepper é usado para irradiar o material semicondutor com luz laser gerada a partir de gás neon ou similar para transferir o padrão do circuito. De acordo com a TechSet, uma empresa de pesquisa dos EUA, mais de 90% do neon para fabricação de semicondutores é da Ucrânia.

A Ucrânia, juntamente com o neon, chamado de gás raro é também fornecedora de argônio, criptônio e xenônio usados ​​na fabricação de semicondutores.

Gases raros são fornecidos em grande parte pela Ucrânia (Wikimedia)

No entanto, por causa da invasão do exército russo, a refinaria de neon em Odessa, no sul, está temporariamente fechada. O porto também está fechado e o fornecimento parece ter parado.

De acordo com a gigante doméstica de semicondutores Renesas Electronics, ainda há um estoque de neon para vários meses, por isso não vê impacto imediato na produção. No entanto, à luz da situação tensa na Ucrânia, onde o futuro é incerto, a ansiedade sobre as aquisições futuras não pode ser eliminada.

Coreia do Sul também sofrerá grandes impactos

Devido à escassez de fornecimento de matérias-primas, há preocupações sobre o impacto na indústria de semicondutores, que é a principal indústria da Coreia do Sul.

A indústria sul-coreana de semicondutores depende da importação de gases raros, indispensáveis ​​para o processo de fabricação.

De acordo com as Estatísticas de Importação e Comércio de Exportação de 2009 do Serviço Alfandegário da Coreia do Sul, as importações de neon são 5,2% da Rússia e 23% da Ucrânia; criptônio é 17,5% da Rússia e 30,7% da Ucrânia; o xenônio é 31,1% da Rússia e 17,8% da Ucrânia. Pode-se ver que há uma dependência da maioria dos gases nobres da Rússia e da Ucrânia.

Impacto econômico no mundo

A guerra na Ucrânia é hoje, com uma imagem mais clara emergindo do impacto econômico do conflito.

Quanto mais essa crise continuar e se agravar, maior será a volatilidade observada nos mercados globais, em um momento em que esses mesmos mercados estão apenas se recuperando dos efeitos da pandemia do coronavírus nos últimos dois anos.

Não é apenas o negócio de hélio que pode ser impactado pela atual guerra Rússia-Ucrânia, no entanto, com o negócio de gases raros – e o neon em particular – agora entrando em foco à medida que o conflito continua, analisou o Gas World.

Fontes: Nikkei Business, Sankei e Gas World

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Nozomi shinkansen celebra 30 anos

Publicado em 15 de março de 2022, em Sociedade

A linha Tokaido Shinkansen atende cerca de 170 milhões de passageiros por ano, 60% dos quais usam o serviço Nozomi.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Inicialmente, o Nozomi foi introduzido para competir com companhia aéreas (テレ東BIZ)

O trem-bala Nozomi marcou seu 30º aniversário na segunda-feira (14).

Publicidade

O trem que opera na Tokaido Shinkansen fez sua estreia em 1992, ofuscando o então superexpresso serviço Hikari em 19 minutos.

Um novo aprimoramento do trem conecta as estações de Tóquio e Shin-Osaka em cerca de 150 minutos, tornando possível operar o serviço em intervalos de 5 minutos, no mesmo nível de frequência de trens suburbanos.

Inicialmente, o Nozomi foi introduzido para competir com companhia aéreas. A primeira série 300 foi capaz de atingir velocidade de até 270Km/h, 50 quilômetros por hora mais rápido do que trens-bala anteriores.

O trem Nozomi mais recente, o N700S, tomou os trilhos em 2020. Com velocidade de 285Km/h, ele conecta as estações de Tóquio e Shin-Osaka em 2 horas e 21 minutos, com 12 partidas possíveis a cada hora.

A linha Tokaido Shinkansen atende cerca de 170 milhões de passageiros por ano, 60% dos quais usam o serviço Nozomi.

Entretanto, o Nozomi perderá sua fama de “trem mais rápido do Japão” assim que a linha Linear-Chuo sob construção começar a operar trens de levitação magnética entre Shinagawa e Nagoia.

Fonte: Yomiuri

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância