Japão decide liberar 7,5 milhões de barris de petróleo

Os 7,5 milhões de barris são equivalentes a cerca de 4 dias de consumo doméstico de petróleo do Japão.

A escala da liberação do Japão é a segunda após a dos EUA (NHK)

O governo japonês decidiu liberar 7,5 milhões de barris de petróleo de suas reservas.

Publicidade

A medida é destinada a diminuir o impacto das interrupções no fornecimento após a invasão russa da Ucrânia.

Os 7,5 milhões de barris são equivalentes a cerca de 4 dias de consumo doméstico de petróleo do Japão.

Outros países anunciaram medidas similares. A escala da liberação do Japão é a segunda após a dos EUA, que estão planejando liberar 30 milhões de barris.

A decisão foi tomada em parceria com outros membros da Agência Internacional de Energia – IEA a qual é formada por grandes países consumidores de energia, incluindo Japão, EUA e nações europeias.

Os membros concordaram na terça-feira (1º) em liberar um total de 60 milhões de barris de suas reservas de emergência.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Se não fechar o espaço aéreo da Ucrânia a Rússia poderá causar o pior desastre nuclear da história

Publicado em 4 de março de 2022, em Notícias do Mundo

O ministro disse que “se esses bárbaros continuarem a disparar contra a usina” o mundo terá um desastre nuclear. Bombeiros apagaram as chamas e há feridos.

Planta Nuclear de Zaporizhzhia na Ucrânia (Ukrinform)

Na primeira hora da manhã (horário local) de sexta-feira (4), o Ministro da Energia da Ucrânia, German Galushchenko, deu uma declaração para a rede de tevê Rada para explicar sobre o bombardeio russo na usina nuclear.

Publicidade

“Além de seis unidades, a estação tem uma instalação de armazenamento de combustível nuclear usado. Inclui cerca de 150 contêineres de combustível nuclear. Se esses bárbaros continuarem a disparar contra a estação e atingir esses contêineres, teremos realmente um desastre nuclear“, disse o ministro. 

Terrorismo nuclear

Segundo Galushchenko, isso pode acontecer a qualquer momento: “Agora isso se refere à segurança do mundo, não apenas da Europa, porque é um verdadeiro terrorismo nuclear“.

Imagem ilustrativa de reator de usina nuclear (Free SVG)

Também observou que a Ucrânia pediu repetidamente o fechamento do espaço aéreo para evitar tal situação. “Tendo em conta a geografia das usinas nucleares ucranianas, localizadas no leste, sul e oeste do país, o espaço aéreo da Ucrânia deve ser fechado“, destacou o ministro.

Rússia é uma ameaça nuclear

Durante a noite até a manhã de sexta-feira, um incêndio irrompeu na central nuclear de Zaporizhzhia depois de ter sido bombardeada por armas pesadas da Rússia. Os russos conseguiram acertar a primeira unidade de potência, declarando uma ameaça nuclear.

No dia anterior, quinta-feira (2), o Ministro da Energia German Galushchenko, juntamente com os chefes do SNRIU e Energoatom, apelou ao Diretor Geral da AIEA-Agência Internacional de Energia Atômica, Grossi, para solicitar que a OTAN aplique a zona A2/AD sobre a Ucrânia.

A2/AD (area denial weapon ) é um “dispositivo ou estratégia defensiva usada para evitar que um adversário ocupe ou atravesse uma área de terra, mar ou ar”, segundo a Wikipedia.

Fogo controlado na usina nuclear, com vítimas 

Um projétil atingiu a primeira unidade de energia, disse o porta-voz da central nuclear de Zaporizhzhia, Andriy Tuz.

Depois dos militares russos terem liberado a entrada dos bombeiros da Ucrânia para o combate, a informação é de “às 05h55 (horário local) e 12h55 (horário Tóquio), um incêndio no prédio do centro de treinamento, na central nuclear de Zaporizhzhia em Enerhodar, foi contido em uma área de 2 mil metros quadrados. De acordo com relatórios preliminares, há vítimas“.

Combatentes da Chechênia querem colocar minas na usina

A empresa estatal Energoatom fez um apelo à comunidade mundial alertando que o bombardeio foi “uma violação da segurança nuclear e radiológica da maior instalação nuclear da Europa, o que pode ter consequências graves e trágicas para o mundo”.

Um porta-voz da Usina Nuclear de Zaporizhzhia disse que os combatentes da Chechênia, aliados da Rússia, invadiram o território da usina e querem colocar minas nas instalações.

Fonte: Ukrinform

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros