Jornalista americano foi morto a tiros pelo exército russo na Ucrânia

O chefe da polícia informou sobre a morte de um jornalista em cobertura do ataque russo na Ucrânia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Crachá do jornalista do New York Times (Ukrinform)

Na segunda-feira (14), horário Japão, Brent Renaud, 51, cidadão americano e jornalista do New York Times, foi morto a tiros pelos militares russos na cidade de Irpin, Ucrânia.

Publicidade

A declaração relevante foi feita por Andrii Niebytov, chefe da Polícia Nacional na região de Kiev.

Em suas palavras, “os ocupantes russos estão atirando cinicamente até mesmo em jornalistas estrangeiros, que estão tentando dizer a verdade sobre as atrocidades das tropas russas na Ucrânia“.

“Mais um jornalista foi vítima. Agora estamos tentando tirar os feridos da zona de combate”, observou Niebytov.

Segundo Niebytov, “Brent Renaud pagou com a vida por tentar delinear a insidioso, cruel e impiedoso Estado agressor”. 

Fonte: Ukrinform

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Rússia pediu ajuda militar à China, dizem autoridades dos EUA

Publicado em 14 de março de 2022, em Notícias do Mundo

A Casa Branca teme que a medida seja um sinal de relações cada vez mais próximas entre Pequim e Moscou.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Na imagem, Vladimir Putin e Xi Jinping (banco de imagens)

A Rússia pediu equipamento militar à China para dar apoio a sua invasão na Ucrânia, de acordo com autoridades nos EUA, espalhando preocupações na Casa Branca de que Pequim pode abalar os esforços do Ocidente em ajudar forças ucranianas a defenderem seu país.

Publicidade

Autoridades nos EUA disseram ao site Financial Times que a Rússia havia solicitado equipamento militar e outras assistências desde o início da invasão.

Eles se negaram a dar detalhes do que a Rússia havia solicitado. Uma outra pessoa com conhecimento da situação disse que os EUA estavam se preparando para alertar seus aliados, em meio a indicações de que a China pode estar se organizando para ajudar a Rússia.

Outros oficiais nos EUA disseram que havia sinais de que a Rússia estava com falta de alguns tipos de armas, visto que a guerra na Ucrânia se estende pela 3ª semana.

A revelação ocorre quando Jake Sullivan, conselheiro de segurança nacional dos EUA, segue com destino a Roma para conversas nesta segunda-feira (14) com Yang Jiechi, principal oficial de assuntos estrangeiros da China.

O aparente pedido da Rússia por equipamento e outros tipos de assistência militar não especificada ocorre quando as forças armadas do Kremlin têm dificuldades em progredir na Ucrânia como esperavam.

Isso também levanta novas questões sobre a relação entre a China e a Rússia, a qual cresce cada vez mais forte, visto que ambos os países manifestam suas oposições aos EUA, desde a OTAN às sanções.

A China se retratou como neutra na crise da Ucrânia e se recusou a condenar a Rússia por invadir o país.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância