Novamente embarcações russas e drone de espionagem na área do Japão

Além dos navios da Rússia sendo flagrados constantemente nos últimos dias, também foram vistos um da China e um veículo aéreo não tripulado do mesmo país.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Um dos navios russos carregado de veículos de uso militar (MOD via Asahi)

O MOD-Ministério da Defesa anunciou no dia 16 que uma aeronave não tripulada chinesa entrou na zona de identificação de defesa aérea do Japão sobre o Mar da China Oriental ao norte das Ilhas Senkaku, sob a administração da cidade de Ishigaki (Okinawa). 

Publicidade

Embora não tenha sido considerada violação do espaço aéreo, foi confirmado que se trata do veículo aéreo não tripulado de espionagem, do modelo BZK007, produzido na China. 

Essa aeronave foi descoberta quando a Força Aérea de Autodefesa do Japão quando os caças fizeram um scramble ou voo de alerta da defesa aérea. Assim, o drone voltou para a China.

As ilhas Senkaku são compostas por 5 vulcânicas, desabitadas, de propriedade privada, controladas pelo Japão, mais precisamente por Okinawa, mas são disputadas pela China e Taiwan.

Navios russos de novo em águas do Japão

O MOD informou também que um total de quatro navios da Marinha da Rússia navegaram para o oeste até o sul de Hokkaido, passando pelo Estreito de Tsugaru e escaparam para o Mar do Japão. Isso foi por volta das 7h de quarta-feira.

Esses navios de guerra transportavam veículos militares e tropas. É possível que estivessem indo para a Ucrânia.

Além disso, a Força de Autodefesa Marítima confirmou um total de dois navios de desembarque de tanques classe Alligator IV da Marinha Russa e outro, um Ropture I,  navegando para o oeste na área marítima japonesa, cerca de 70km a leste-nordeste do Cabo Shiriya (Hokkaido), por volta das 8h do dia anterior. 

Navio chinês na ZEE 

Por volta das 9h25 de terça-feira, um navio chinês de pesquisa marinha, o 潤江 1, estendeu algo como um cabo no mar na ZEE-Zona Econômica Exclusiva, cerca de 410 km a oeste de Amami Oshima (Kagoshima). 

Um barco de patrulha na 10ª Sede Regional da Guarda Costeira de Kagoshima pediu o cancelamento da investigação, dizendo que era uma atividade de investigação sem consentimento prévio. Com isso, o navio de investigação mudou de rota em sentido a China.

Fontes: Yomiuri, ANN, Asahi e Sankei 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Trem-bala descarrila após forte terremoto no Japão

Publicado em 17 de março de 2022, em Sociedade

O trem-bala na linha Tohoku, que partiu de Sendai com destino a Tóquio, descarrilou entre as estações de Fukushima e Shiroishizao.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

De acordo com a JR East nenhum dos 75 passageiros e 3 membros da tripulação a bordo ficaram feridos (NHK)

Um trem-bala na linha Tohoku Shinkansen que estava operando na província de Miyagi descarrilou após a ocorrência do terremoto de magnitude 7,4 na costa nordeste do Japão na noite de quarta-feira (16).

Publicidade

O trem-bala Yamabiko 223 que partiu de Sendai com destino a Tóquio descarrilou entre as estações de Fukushima e Shiroishizao.

A East Japan Railways – JR East diz que os freios de emergências foram acionados, visto que o terremoto foi detectado enquanto o trem estava em movimento, mas 16 dos 17 vagões descarrilaram.

De acordo com a companhia, nenhum dos 75 passageiros e 3 membros da tripulação a bordo ficaram feridos.

Eles ficaram presos no trem por cerca de 4 horas após o descarrilamento causado por um corte de energia. Essas pessoas saíram do trem e evacuaram através de uma via de emergência ao longo da linha.

A JR East disse que levará um tempo considerável para inspecionar as instalações e verificar a extensão dos danos antes de poder retomar os serviços na linha Tohoku entre as estações de Nasushiobara e Morioka.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância