Sharp entra no mercado de cosméticos

A Sharp espera fabricar produtos que endereçam problemas de pele causados pelo uso diário de máscaras.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A partir da esquerda, um creme hidratante, um toner e emulsão medicados a serem lançados pela Sharp (divulgação)

A grande fabricante de eletrodomésticos Sharp está entrando no negócio de cosméticos, disse a companhia.

Publicidade

A empresa sediada em Osaka anunciou na semana passada que lançará um creme hidratante medicado na terça-feira (22), seguido pelo toner e emulsão medicados no fim de abril ou posteriormente.

A Sharp vem produzindo máscaras desde o início crise do coronavírus e agora, a companhia disse que espera fabricar produtos que endereçam problemas de pele causados pelo uso diário da proteção facial.

Em uma pesquisa conduzida pela Sharp em fevereiro, descobriu-se que o uso diário de máscaras causou problemas de pele para cerca de 30% dos homens e 40% das mulheres. A companhia disse que um crescente número de pessoas pode estar sofrendo com irritação na pele causada pelo atrito das máscaras contra o rosto.

Os três produtos que serão lançados contêm ingredientes hidratantes e anti-inflamatórios, o que os tornará eficazes em manter a hidratação e prevenir pele áspera e seca, de acordo com a companhia.

Os novos produtos custarão entre ¥1.280 a ¥2.280 e serão vendidos na loja online da Sharp.

Fonte: Yomiuri

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Ataque da Rússia na Ucrânia: 2.361 vítimas civis

Publicado em 21 de março de 2022, em Notícias do Mundo

Esse número de vítimas civis pode ser muito maior, pois há regiões que ainda não conseguiram concluir o levantamento por causa dos ataques contínuos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

No distrito de Podilskyi, em Kiev, 4 pessoas morreram no incêndio causado pelo bombardeio russo, na noite de domingo (Serviço de Emergência do Estado da Ucrânia)

Segundo informações do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos-ACNUDH, “das 4h de 24 de fevereiro, quando começou o ataque armado da Rússia contra a Ucrânia, até 0h00 de 19 deste mês, foram registradas 2.361 vítimas civis, sendo 902 mortos e 1.459 feridos”.  

Publicidade

Segundo o informe, em relação à mortes, são 179 homens, 134 mulheres, 11 garotas e 25 garotos, 39 crianças e 514 adultos cujo sexo ainda é desconhecido.

Em relação às pessoas feridas, são 156 homens, 117 mulheres, 22 garotas e 16 garotos, além de 60 crianças e 1.088 adultos cujo sexo ainda é desconhecido.

A maioria das baixas civis registradas foi causada pelo uso de armas explosivas em uma ampla área de impacto, incluindo bombardeios de artilharia pesada e sistemas de foguetes de lançamento múltiplo, mísseis e ataques aéreos.

O ACNUDH acredita que os números reais são consideravelmente maiores, pois o recebimento de informações de alguns locais onde ocorreram intensas hostilidades foi adiado. Trata-se, por exemplo, de Mariupol e Volnovakha da região de Donetsk, Izium da região de Kharkiv, Sievierodonetsk e Rubizhne, ambas de Luhansk, e Trostianets da região de Sumy, onde se sabe que há numerosas vítimas civis.

Por outro lado, “até a manhã de segunda-feira (21), o número confirmado de crianças mortas como resultado da invasão russa em grande escala é de 115. O número de crianças feridas aumentou para 148”, informou a Procuradoria Geral da Ucrânia.

Segundo a informações, os maiores números de vítimas fatais foram registrados nas regiões de Kive, Kharkiv e Donetsk.  

Fonte: Ukrinform

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância