Soldados capturados ‘vão reconstruir o que o exército russo arruinou’ na Ucrânia

A Rússia está massacrando a Ucrânia. Assista ao vídeo com o resumo de um dia de ataque, com dor no rosto das pessoas e cidades destruídas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Um dos milhares de locais da Ucrânia destruídos pela Rússia (General Staff of the Armed Forces of Ukraine)

A Ucrânia continua se defendendo do ataque indiscriminado do exército da Rússia. 

Publicidade

Até quinta-feira (10) o agressor russo perdeu cerca de 12 mil soldados desde 24 de fevereiro, segundo informou o Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Ucrânia no Facebook.

Além disso, o atacante russo perdeu 335 tanques, 1.105 veículos blindados de combate, 123 sistemas de artilharia, 56 sistemas de foguetes de lançamento múltiplo, 29 sistemas de defesa aérea, 49 aeronaves, 81 helicópteros, 526 veículos, 3 embarcações marítimas, 60 tanques de combustível e 7 UAVs-veículos aéreos não tripulados do nível operacional e tático.

Os dados estão sendo especificados. O cálculo é complicado pela alta intensidade das hostilidades, explicou o representante das Forças Armadas.

Vão reconstruir o que o exército da Rússia arruinou

No mesmo dia, Vadym Denysenko, conselheiro do ministro do Interior da Ucrânia, disse em entrevista na TV RADA, que “o número total de prisioneiros do exército russo é de cerca de milhares. Não tenho autoridade para expressar o número exato”.

De acordo com Denysenko, os prisioneiros da Rússia estão sendo levados para um centro e lá colocados.

“Depois disso, de acordo com todas as convenções internacionais, eles podem trabalhar na reconstrução da Ucrânia. Vão reconstruir o que o exército da Rússia arruinou”, disse.

Assista um vídeo publicado pelo Estado-Maior General das Forças Armadas da Ucrânia, o qual mostra a destruição de equipamentos bélicos da Rússia, na quinta-feira.

Fontes: Ukrinform e Facebook

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Putin demite 8 generais por ‘ritmo lento de invasão da Ucrânia’

Publicado em 11 de março de 2022, em Notícias do Mundo

A tomada de decisão deficiente levou a Rússia a sofrer muito mais fatalidades do que ela esperava.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Puitn teria demitido oito generais russos por falhas na invasão da Ucrânia (banco de imagens)

Vladimir Putin demitiu 8 principais generais, furioso com o ritmo lento da invasão na Ucrânia, de acordo com uma reportagem do UK Metro na quinta-feira (10).

Publicidade

Oleksiy Danilov, chefe do conselho de segurança da Ucrânia, disse que 8 comandantes russos foram demitidos desde o início do conflito em meio a perdas pesadas no campo de batalha.

Dizem que Putin também está enfurecido com líderes do Serviço Federal de Segurança – FSB por entregarem a ele informações sugerindo que a Ucrânia era fraca, repleta de grupos neo-nazistas e que desistiria facilmente se atacada.

Philip Ingram, ex-alto funcionário da inteligência britânica, disse ao site The Times que Putin obviamente está “muito furioso” e culpando suas agências de inteligência.

“Ele as culpa por semear conselhos que levaram à desfavorecida tomada de decisão na Ucrânia”, disse ele.

A tomada de decisão deficiente levou a Rússia a sofrer muito mais fatalidades do que ela esperava em seu ataque que agora chega a duas semanas.

Danilov disse que a “desesperada” Moscou agora mudou para uma tática diferente ao trocar a liderança.

A Ucrânia acredita que a Rússia perdeu até 12 mil homens em uma quinzena. A inteligência europeia coloca o número em posição inferior, entre 6.000 e 9.000, e os EUA ainda menos, em até 3.000.

Fonte: Metro UK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância