Ucrânia e Rússia fazem primeira troca de prisioneiros de guerra

Iryna Vereshchuk, vice-primeira-ministra ucraniana, disse que ‘a primeira troca plena de prisioneiros de guerra’ havia ocorrido.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A vice-primeira-ministra ucraniana Iryna Vereshchuk (Wikimedia/The Presidential Office of Ukraine)

As forças armadas russas e ucranianas conduziram na quinta-feira (24) a primeira troca de prisioneiros de guerra desde quando Moscou iniciou sua invasão na Ucrânia há cerca de um mês.

Publicidade

A vice-primeira-ministra ucraniana Iryna Vereshchuk publicou na mídia social na quinta-feira que “a primeira troca plena de prisioneiros de guerra” havia ocorrido. Ela teria dito que 10 ucranianos haviam sido libertados em troca de 10 soldados russos capturados.

A agência de notícias estatal russa Tass confirmou a informação. Ela citou a comissária russa de direitos humanos, Tayana Moskalkova, dizendo que o ministério da defesa da Rússia havia trabalhado duro para chegar ao retorno de suas tropas.

Vereshchuk também teria dito que 11 marinheiros civis russos regatados perto da cidade portuária de Odessa foram trocados por 19 marinheiros civis ucranianos.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Coreia do Norte comemora sucesso no lançamento do míssil intercontinental Hwasong-17

Publicado em 25 de março de 2022, em Ásia

O míssil balístico intercontinental usado para teste caiu na ZEE do Japão, colocando o país em risco.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Momento do lançamento do míssil balístico intercontinental (Rodong Sinmun via Mainichi)

A edição de sexta-feira (25) do jornal do Partido dos Trabalhadores, Rodong Sinmun, informou que o míssil foi disparado na presença do líder do país, Kim Jong-un. Esta é a primeira vez que a Coreia do Norte anuncia o lançamento do míssil balístico intercontinental Hwasong-17.

Publicidade

Segundo a publicação, o míssil foi disparado, por instrução de Kim, de um aeroporto internacional em Sunan em direção ao Mar do Japão na quinta-feira (24). Sunan é um subúrbio de Pyongyang. 

A matéria destaca o sucesso do lançamento desse novo tipo de míssil. “A altitude máxima atingiu 6.248,5km, e voou uma distância de 1.090km por 1 hora, 7 minutos e 32 segundos, caindo exatamente na área de água planejada“, diz o texto.

“Continuaremos a fortalecer nossa forte dissuasão de guerra nuclear em qualidade e quantidade. Vamos nos preparar completamente para um confronto de longo prazo com o imperialismo americano“, disse Kim Jong-un, segundo o jornal.

O Hwasong-17 já tinha sido exibido em desfile mas o lançamento ocorreu na quinta-feira, pela primeira vez (NHK)

Fontes: Mainichi, JNN e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância