Em uma semana 8 terremotos de intensidade 4 no Japão

Um sismólogo e professor de Aichi explica os mecanismos das ocorrências e se a atividade sísmica está ativa no Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Todos os terremotos de intensidade 4 ou mais ocorridos este ano (Nagoya TV)

Ocorreram 8 terremotos de intensidade 4 em 7 dias, o que intriga a população, embora aparentemente não tenham relação um com outro.

Publicidade

Mas, essa sequência faz lembrar que é necessário rever se a mobília da casa está segura, se os capacetes e lanternas estão ao alcance, além de revisar os produtos dentro da mochila de emergência. É importante verificar se os produtos alimentícios estão dentro do prazo de vencimento, se as roupas são compatíveis com a atual estação do ano e outros detalhes.

Veja os 8 terremotos na lista abaixo, todos com intensidade sísmica 4.

  1. 31 de março às 20h52, magnitude 4,7, na Baía de Tóquio 
  2. 31 de março às 23h34, magnitude 4,4, sul da província de Quioto
  3.  2 de abril às 16h27, magnitude 4,4, no norte da província de Ibaraki
  4. 4 de abril às 10h26, magnitude 4,3, na Península de Noto (Ishikawa) 
  5. 4 de abril às 19h29, magnitude 5,4, na província de Fukushima  
  6. 6 de abril à 00h04, magnitude 5,4, na província de Fukushima
  7. 6 de abril às 17h14, magnitude 3,6, ao norte da província de Wakayama
  8. 7 de abril às 9h30, magnitude 4,6, leste da província de Aichi  

Os 8 terremotos em 1 semana (WeatherNews)

A ocorrência de terremotos na Baía de Tóquio, no norte da província de Ibaraki e no norte da província de Wakayama não são incomuns, pois são lugares onde tremores de média escala ocorrem várias vezes por ano. 

A parte sul da província de Quioto também é uma área onde um terremoto com intensidade sísmica de 4 ocorre uma vez a cada poucos anos.

Já em relação ao da Península de Noto (Ishikawa), é considerado ter sido causado por uma série de atividades porque o epicentro está próximo ao local onde o número de tremores aumentou desde outubro de 2020, perto da cidade de Suzu.  

O terremoto de Fukushima parece ser resultado de uma série de atividades relacionadas ao terremoto de magnitude 7,4 de 16 do mês passado, embora o epicentro tenha sido fora da área dessa série, mas foi em uma região ativa, relacionada ao Grande Terremoto e Tsunami ao Leste do Japão, em 2011. 

Em relação ao abalo com epicentro em Shinshiro (Aichi), não é uma área muito propensa a terremotos, mas em 1997 ocorreu um de magnitude 5,9 com intensidade sísmica máxima de 5.

A atividade sísmica está ativa em todo o país?

O sismólogo e professor Takashi Yokota, do Instituto de Tecnologia de Aichi, respondeu a essa pergunta para a reportagem da Nagoya TV. 

“Não é que seja especialmente numeroso, mas pode-se dizer que dentro de um ciclo, no qual podem ocorrer poucos ou muitos, o número é expressivo. Os de Hokkaido e Fukushima são consequências do ocorrido em 2011. Os de Quioto e de Aichi estão relacionados ao Nankai Trough, por isso, podem indicar um preparativo para o gigantesco”, explicou.

“Além disso, destaca-se o aumento da possibilidade de ocorrer um forte terremoto local, dentro da área circundante devido à influência da atividade do Nankai Trough”, disse.

Por isso, o sismólogo recomenda a revisão dos preparativos para se prevenir de um terremoto de maior intensidade.

Imagem ilustrativa de um kit de emergência, da empresa Direct Bosai (Amazon)

Fontes: WeatherNews e Nagoya TV

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Assembleia Geral da ONU suspende Rússia do Conselho de Direitos Humanos

Publicado em 8 de abril de 2022, em Notícias do Mundo

A Rússia foi suspensa por relatos de ‘brutas e sistemáticas violações e abusos e direitos humanos’ na Ucrânia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Bandeira da Rússia (ilustrativa/banco de imagens)

A Assembleia Geral das Nações Unidas suspendeu na quinta-feira (7) a Rússia do Conselho de Direitos Humanos por relatos de “brutas e sistemáticas violações e abusos e direitos humanos” na Ucrânia, levando Moscou a anunciar que estava renunciando.

Publicidade

A pressão liderada pelos EUA apurou 93 votos a favor, enquanto 24 países votaram não e 58 se abstiveram.

Uma maioria de um terço dos membros votantes na Assembleia Geral de 193 membros em Nova Iorque – sem contar abstenções – era necessária para suspender a Rússia do Conselho de Direitos Humanos sediado em Genebra.

Falando após o voto, o vice-embaixador da Rússia nas Nações Unidas, Gennady Kuzmin, descreveu a ação como uma “ação ilegítima e politicamente motivada” e então anunciou que a Rússia havia decidido sair do Conselho de Direitos Humanos.

Suspensões são raras. A Líbia foi suspensa em 2011 por causa da violência contra manifestantes pela forças leais do então líder Muammar Gaddafi.

A embaixadora dos EUA nas Nações Unidas, Linda Thomas-Greenfield disse que a organização “enviou uma mensagem clara que o sofrimento das vítimas e sobreviventes não serão ignorados”.

Fonte: Channel News Asia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência