Japão implementa sanções adicionais contra a Rússia

A ação ocorre em resposta às mortes em massa de civis perto de Kiev em meio à atual invasão da Rússia na Ucrânia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

As sanções adicionais incluem o congelamento de bens das duas filhas adultas de Putin (NHK)

O governo do Japão formalizou sanções adicionais contra a Rússia que incluem o congelamento de bens das duas filhas adultas do presidente Vladimir Putin.

Publicidade

A ação ocorre em resposta às mortes em massa de civis nos subúrbios de Kiev e em outros lugares em meio à atual invasão da Rússia na Ucrânia.

O Gabinete aprovou as sanções nesta terça-feira (12), dizendo que os atos cometidos pelas forças russas são equivalentes a crimes de guerra e são absolutamente intoleráveis.

Cerca de 400 pessoas serão adicionadas a uma lista daquelas sujeitas ao congelamento de bens. Elas incluem as filhas de Putin, políticos e pessoas com ligações às forças armadas.

A Sberbank, a maior instituição financeira russa, e a Alfa Bank, a quarta maior, também terão seus ativos congelados junto com 26 organizações relacionadas às forças armadas, incluindo empresas estatais.

Novos investimentos na Rússia serão banidos, e importações de maquinários, certos tipos de madeira, vodka e outros itens serão proibidas.

O secretário-chefe do Gabinete, Hirokazu Matsuno, disse aos repórteres que o governo acredita que ele precisa impor sanções duras contra Moscou em cooperação com a comunidade internacional para realizar um cessar-fogo o mais rápido possível e forçar a Rússia a encerrar sua invasão na Ucrânia.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Perigo de dirigir e falar ao smartphone, além da pena e multa

Publicado em 12 de abril de 2022, em Dicas Especiais

Não são poucos os acidentes causados pelos motoristas com o olho no smartphone ou por estarem falando. Veja as multas e pontos descontados.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de motorista digitando texto de mensagem no smartphone (PxFuel)

Na manhã de terça-feira (12) foram destacados 650 policiais de Aichi para blitz em 95 pontos estratégicos, principalmente perto das escolas. 

Publicidade

O objetivo foi flagrar os motoristas com uma mão ao volante e outra com o smartphone.  

Desde a mudança da lei que regulamenta isso, ficando mais rigorosa em relação às penalidades e multas, houve uma queda nos acidentes, mas ainda assim, muitos causaram mortes. 

“A consciência fica concentrada na tela, não permitindo detectar os perigos ao redor e pode acabar em colisão com outro carro ou causar atropelamento. É um ato extremamente perigoso que pode levar a um grave acidente de trânsito, portanto, por favor, não o faça”, pede a NPA-Agência Nacional de Polícia.

Perigo da distração

Um carro avança 33,3 metros se estiver numa velocidade de 60km/h, em 2 segundos que o motorista se distrai vendo a tela do smartphone ou falando com alguém. Basta multiplicar por 10 segundos e verá que o percorrerá 333 metros sem perceber. 

Gráfico mostra os avanços em metros, a cada 2 segundos, dependendo da velocidade (NPA)

No ano de 2021 ocorreram 1.394 acidentes por causa disso, os quais ceifaram 21 vidas.

Nas blitzes realizadas em todo país, cerca de 6 milhões de motoristas foram parados e, cerca de 5%, são porque estavam com o dispositivo na mão. 

Penalidades

Há duas categorias de penalidades e multas aplicadas ao motorista flagrado com o smartphone. 

  1. Se o policial julgar que oferece perigo de acidente de trânsito ou causou um por causa disso, a penalidade é de até 300 mil ienes ou até 1 ano de prisão, além de 6 pontos descontados na carteira de habilitação e sem multa
  2. Se for flagrado assistindo algo no smartphone ou no navegador, a pena é de até 100 mil ienes ou até 6 meses de prisão. Serão descontados 3 pontos e a multa é de 25 mil ienes para veículos grandes (caminhões), 18 mil para carros de passeio, 15 mil para motos e 12 mil para motonetas

Recomendações e situações em que não será repreendido

A polícia faz duas recomendações:

  1. Colocar o smartphone no modo dirigindo para que não atenda nenhuma chamada
  2. Se necessita usar o smartphone por algum motivo, busque um lugar seguro para estacionar e falar com calma

Só há duas situações que a polícia não fará a repreensão:

  1. Quando o carro está parado
  2. Quando estiver transportando uma pessoa que teve um mal-estar súbito ou situação de emergência

Pôster da Polícia da Província de Nara

Fontes: NPA, Polícia de Nara, Zurich e Tokai TV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência