Mais empresas japonesas estão suspendendo operações na Rússia

Enquanto na pesquisa de março nenhuma companhia tenha dito que sairia da Rússia, desta vez 3 disseram que deixariam o país.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Bandeira da Rússia e Japão (ilustrativa/banco de imagens)

Mais companhias japonesas que operam na Rússia estão suspendendo operações no país, de acordo com uma pesquisa, de 22% em março para 36% em abril.

Publicidade

O relatório divulgado na sexta-feira (15) pela Teikoku Databank, uma empresa de pesquisa de negócios, disse que a interrupção na logística provavelmente levou à dificuldade em continuar negócios, assim como preocupações em sofrer uma reputação corporativa negativa pela condução de negócios na Rússia.

A pesquisa analisou 168 empresas cotadas que vinham operando na Rússia em fevereiro e 60 delas manifestaram, desde 11 de abril, que suspenderiam, limitariam ou retirariam seus negócios do país. O número de companhias que manifestou o mesmo em 15 de março foi de 37.

Das 60 companhias, 31 disseram que suspenderiam transações incluindo aquelas relacionadas a envio e recebimento de pedidos de produtos. Outras 11 companhias disseram que suspenderiam produção em fábricas e em outras instalações, enquanto 9 responderam que fechariam estabelecimentos ou suspenderiam atividades de vendas.

Enquanto na pesquisa de março nenhuma companhia tenha dito que sairia da Rússia, desta vez 3 empresas disseram que deixariam o país.

“Como críticas internacionais sobre a Rússia devem ser prolongadas, medidas para repensar os negócios no país são altamente prováveis”, disse um oficial da Teikoku Databank.

Fonte: Yomiuri

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Empresas japonesas são afetadas pelo lockdown da covid-19 em Xangai

Publicado em 18 de abril de 2022, em Sociedade

Enquanto a China adere a sua política de conduzir lockdowns, o impacto sobre a economia japonesa ficará mais sério.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O interior de uma loja da Uniqlo em Xangai, na China (banco de imagens)

O lockdown devido ao coronavírus em Xangai está forçando empresas japonesas a suspenderem operações no centro comercial e financeiro chinês, enquanto fabricantes do Japão também foram afetadas por problemas nas redes de fornecimento.

Publicidade

Com a cidade isolada em linha com a política radical de covid zero de Pequim em meio a um aumento das infecções, a Ryohin Keikaku, operadora da Muji, havia fechado cerca de 50 de suas 300 lojas na China desde a semana passada.

A Fast Retailing havia fechado todas as suas 86 lojas Uniqlo e 8 da GU em Xangai desde a quinta-feira (14).

A operadora de lojas de conveniência Lawson foi forçada a fechar de 80 a 90 por cento de seus cerca de mil estabelecimentos em Xangai.

Dentre fabricantes, o Grupo Sony, a Mitsubishi Electric e a Sharp suspenderam operações em fábricas na cidade por extensos períodos de tempo.

Operações no Japão foram afetadas devido a atrasos na obtenção de peças de fornecedores em Xangai. A Mazda suspendeu as operações em duas fábricas de Xangai por 8 dias neste mês, enquanto a Mitsubishi Motors interrompeu o serviço em uma fábrica principal na província de Aichi por 5 dias a partir de 11 de abril.

A Japan Airlines e a All Nippon Airways disseram que alguns voos de carga na rota de Xangai foram cancelados devido à dificuldade de garantir mecânicos ou funcionários para fazer o trabalho de carregamento e descarregamento em suas aeronaves.

O Japão tem enviado semicondutores para Xangai enquanto importa componentes eletrônicos da cidade chinesa.

“Enquanto a China adere a sua política de conduzir lockdowns, o impacto sobre a economia japonesa ficará mais sério”, disse Kengo Sakurada, que lidera a Associação de Executivos Corporativos.

Fonte: News and Culture

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência