Não há necessidade urgente de vacinações em massa contra a varíola dos macacos, diz OMS

Segundo a OMS, medidas como boa higiene e comportamento sexual seguro ajudarão a controlar a propagação.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) não acredita que o surto de varíola dos macacos fora da África exija vacinações em massa, visto que medidas como boa higiene e comportamento sexual seguro ajudarão a controlar sua propagação, disse um alto funcionário na segunda-feira (23).

Publicidade

Richard Pebody, que lidera a equipe de patógenos de alta ameaça na OMS Europa, também disse à agencia Reuters em uma entrevista que fornecimentos imediatos de vacinas e antivirais são relativamente limitados.

Seus comentários ocorrem quando o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA disse que estava no processo de liberar algumas doses de vacina Jynneos para uso em casos de varíola dos macacos.

O governo da Alemanha disse na segunda-feira que estava avaliando opções para vacinação, enquanto o Reino Unido as ofereceu a alguns profissionais da saúde.

Autoridades de saúde pública na Europa e na América do Norte estão investigando mais de 100 casos suspeitos e confirmados da infecção viral no pior surto do vírus fora da África, onde ele é endêmico.

As medidas primárias para controlar o surto são rastreamento de contato e isolamento, disse Pebody, citando que esse não é um vírus que se espalha muito facilmente, ou até agora causou doença grave.

As vacinas usadas para combater a varíola dos macacos podem ter efeitos colaterais significantes, acrescentou ele.

Fonte: Channel News Asia

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Turista de Mie morre no hospital em Okinawa, depois do mergulho

Publicado em 24 de maio de 2022, em Sociedade

Ela teve mal-estar durante o mergulho e foi levada à superfície, quando ficou inconsciente. Morreu no hospital.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilha Shimoji, pertencente a Miyako, Okinawa (Wikimedia)

Por volta das 11h43 de segunda-feira (23) entrou uma chamada no 119 informando que “uma pessoa perdeu a consciência durante o mergulho”.

Publicidade

O Corpo de Bombeiros de Miyako (Okinawa), informou a Guarda Costeira para o salvamento. 

Segundo as informações, o acidente no mar foi na praia ao norte de Shimoji, ilha pertencente à cidade de Miyako, onde fica o aeroporto. 

A mulher de 39 anos, turista vinda de Mie, foi retirada pelo instrutor de mergulho, no navio. Depois, levada para o hospital, onde a morte foi confirmada às 16h56.

A Guarda Costeira informou que a turista participava de um tour com mergulho, a partir das 9h40, com pausa. Ela teria tido mal-estar e as pessoas do grupo perceberam, por isso, a levaram para a superfície, onde teve perda da consciência.  

O caso está sendo investigado detalhadamente pela Guarda Costeira.

Fontes: Okinawa Times e Ryukyu Shimpo

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância