Okinawa em estado de alerta à epidemia do coronavírus

As cidades alvo da aplicação do estado de alerta são todas da ilha principal e Miyako, onde a situação está mais apertada.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de SARS-CoV-2 (Pixabay)

A partir de sexta-feira (13) as cidades e vilas da ilha principal, mais a cidade de Miyako, da província de Okinawa, estão sob o alerta de propagação da infecção do coronavírus.

Publicidade

Essa declaração foi emitida pelo governador Denny Tamaki, na coletiva de imprensa realizada na quinta-feira (12), com a finalidade de frear o número de testados positivo e também de não aumentar ainda mais a tensão nos hospitais, os quais já estão com aumento considerável de pacientes e funcionários afastados por causa do contágio. 

O prazo é de 2 semanas, até 26 de maio.  

Okinawa confirmou 2,3 mil novos casos na quinta-feira, mas no dia anterior teve recorde com 2.702 testados positivo. Durante os 3 últimos dias teve resultados superiores a 2 mil.

Por conta disso, a taxa de ocupação dos leitos nos hospitais subiu para 56%.

O governador pediu à população local para evitar comportamentos de risco, como sair para jantar ou beber em grande número de pessoas. Além disso, solicitou especial atenção às crianças, pois o número é crescente.

Em relação à solicitação ao governo do país para aplicação das medidas prioritárias de prevenção à propagação, Tamaki disse que “iremos considerá-la ouvindo as opiniões dos especialistas”.  

Fontes: Asahi e RBC

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Há alta possibilidade do fenômeno La Niña continuar no verão

Publicado em 13 de maio de 2022, em Tempo

Essa é a estimativa da agência de meteorologia e, por causa disso, o verão do Japão poderá ser diferente do normal.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Nuvem pesada no céu de verão (RawPixel)

Na quinta-feira (12) a Agência de Meteorologia do Japão (AMJ) informou que a previsão de efeitos do fenômeno La Niña é de alta possibilidade de verão mais quente que o normal, mas também com mais umidade.

Publicidade

Por isso, há elevada possibilidade da estação das chuvas começar antes do período considerado normal. Okinawa e Amami foram os primeiros locais a entrar nesse período chuvoso, mas as precipitações poderão aumentar com mais frequência.

Além disso, a última vez que o fenômeno La Niña ocorreu foi no verão de 2020, quando a temperatura subiu consideravelmente. Em 17 de agosto de 2020, foi constatada a temperatura de 41,1℃ na cidade de Hamamatsu (Shizuoka), recorde do Japão.  

Portanto, este ano, além do uso mais frequente das galochas e guarda-chuva será necessário tomar cuidado com o calor. Recomenda-se ficar atento às previsões do tempo.

Fonte: Tenki

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência