Teatro de ópera em Kiev abre pela primeira vez desde a invasão russa

Isso se tornou possível pelo retorno de cerca de 70% de seus funcionários a Kiev.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O National Opera House of Ukraine (NHK)

O National Opera House of Ukraine em Kiev reabriu pela primeira vez em quase 3 meses após a invasão russa em 24 de fevereiro.

Publicidade

O teatro na capital da Ucrânia recebeu o público para um programa de ópera no sábado (21).

Isso se tornou possível pelo retorno de cerca de 70% de seus funcionários a Kiev.

O local pode acomodar mil pessoas, mas o público foi limitado a cerca de 300 para que elas pudessem evacuar para um abrigo subterrâneo se uma sirene de ataque aéreo fosse acionada durante uma apresentação.

Os ingressos foram esgotados antes de sábado para uma comédia popular.

O ministro da Cultura e Política de informação, Oleksander Tkachenko, disse aos repórteres antes da performance que ele estava feliz em ver uma ópera sendo realizada novamente, visto que a arte é importante para as pessoas não somente para sobreviver, mas também para desfrutar da vida mesmo em um momento de guerra.

Muitos no público estavam usando uniformes militares.

Dentre eles, um médico o qual disse que vinha trabalhando para ajudar soldados feridos. Ele acrescentou que quer ver a paz prevalecer para que as pessoas possam ir ao teatro sem medo.

Uma mulher disse que veio assistir à ópera para sentir que está viva e quer se libertar de todas as dificuldades causadas pela guerra.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Hospital revela que paciente morreu após cirurgia com auxílio de robô

Publicado em 22 de maio de 2022, em Sociedade

O paciente, que tinha câncer de pulmão, morreu após erro médico envolvendo cirurgia auxiliada por robô realizada em 2020.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Um paciente de um hospital na província de Osaka morreu após erro médico envolvendo cirurgia auxiliada por robô executada em outubro de 2020, disse a instituição em 19 de maio.

Publicidade

O Hospital Municipal de Suita anunciou que um paciente do sexo masculino na faixa dos 60 anos com câncer do pulmão morreu em decorrência de sangramento excessivo da aorta, a qual o cirurgião danificou ao mover as pinças. O hospital disse que não havia defeitos no robô e chegou a um acordo com a família enlutada.

De acordo com o hospital, o paciente foi diagnosticado com câncer de pulmão em setembro de 2020.

Em 27 de outubro daquele ano, o paciente foi submetido a cirurgia com o sistema cirúrgico robótico da Vinci.

Durante uma operação endoscópica para cortar partes do pulmão, a aorta do paciente foi danificada pelas pinças, que são usada para segurar o tecido, levando a um sangramento massivo.

Ele morreu 17 dias depois de encefalopatia hipóxico isquêmica, uma disfunção cerebral causada por falta de oxigênio.

O cirurgião teria tocado a aorta com as pinças quando ele, sem se dar conta, as moveu fora da faixa capturada pela câmera.

O mundo médico tem grandes esperanças para o sistema da Vinci como um robô que pode auxiliar em cirurgias enquanto permite mais movimentos delicados e complexos do que as mãos humanas podem executar.

O Hospital Municipal de Suita introduziu o sistema em 2018, e o usou em 138 cirurgias desde abril de 2022. A cirurgia em questão foi a 25ª do cirurgião.

A instituição estabeleceu um comitê para investigar o acidente e compilou um relatório em junho de 2021.

O hospital chegou a um acordo com a família enlutada em janeiro de 2022 e teria obtido consentimento para revelar publicamente o assunto.

“Pedimos nossas sinceras desculpas ao nosso paciente e sua família. Nosso hospital inteiro gostaria de realizar esforços para garantir a segurança médica”, comentou a instituição.

Fonte: Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância