Coreia do Sul suspenderá quarentena para visitantes não vacinados

A medida começa na próxima quarta-feira (8), mas os visitantes estrangeiros ainda precisarão apresentar teste PCR com resultado negativo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Placa indicando chegadas no Aeroporto de Incheon na Coreia do Sul (banco de imagens)

O primeiro- ministro da Coreia do Sul disse nesta sexta-feira (3) que suspenderá a partir de 8 de junho a exigência de quarentena para visitantes estrangeiros que não se vacinaram contra covid-19, e também começará a retirar regulamentos impostos para voos internacionais.

Publicidade

Entretanto, o governo manterá a exigência de um teste de reação em cadeia da polimerase (PCR) com resultado negativo antes de entrar no país e um teste PCR dentro de 72 horas após a chegada.

“Enquanto havia uma obrigação de quarentena de 7 dias para visitantes estrangeiros não vacinados até agora, tal exigência será eliminada a partir de 8 de junho independentemente do status de vacinação”, disse o primeiro- ministro Han Duck-soo em uma reunião de resposta à pandemia acrescentando que a situação da covid-19 havia se estabilizado.

Fonte: Asia Nikkei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Restaurante chinês mais antigo no Japão fecha as portas após 138 anos

Publicado em 3 de junho de 2022, em Sociedade

O icônico restaurante chinês fundado há 138 anos se tornou o mais recente estabelecimento a ser vítima da pandemia de coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Heinchirou foi fundado em 1884 (NHK)

O Heichinrou, um icônico restaurante chinês fundado há 138 anos, se tornou o mais recente estabelecimento a ser vítima da pandemia de coronavírus, pedindo proteção contra falência na quinta-feira (2).

Publicidade

A filial principal do restaurante, uma instituição da famosa Chinatown de Yokohama, iniciou os procedimentos de falência a pedido de credores com uma dívida total provavelmente excedendo ¥300 milhões (US$2.3 milhões), de acordo com a empresa de pesquisa Teikoku Databank.

Fundado em 1884 e atendendo estrangeiros que se estabeleceram na cidade portuária durante a Restauração Meiji, ele afirmou o título de restaurante chinês mais antigo no Japão em seu site.

O restaurante emblemático, a apenas alguns minutos dos portões principais da Chinatown e famoso por sua autêntica culinária cantonesa, foi um grande atrativo para turistas de todo o Japão e também do exterior.

Outras filiais do Heichinrou em Tóquio, Osaka e Kitakyushu são operadas por uma companhia separada e continuarão abertas.

As vendas do restaurante chegaram a ¥10.6 bilhões no ano até março de 2007, mas caíram para ¥6.5 bilhões no ano que terminou em março de 2016, enquanto custos gerais e recessão econômica causaram danos, disse a Teikoku Databank.

O declínio nos negócios em decorrência do coronavírus deu o golpe final, e a filial principal fechou em 15 de maio.

Fonte: BNN Bloomberg

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência