Estação chuvosa: depois de Kyushu deverá ser Kinki e Tokai

Em breve deverá ser feito o anúncio sobre o início do período de chuvas nas regiões de Osaka e Aichi.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Dia chuvoso (Flickr)

No sábado (11) a Agência de Meteorologia do Japão (AMJ) anunciou que começou a estação chuvosa na região Kyushu, tanto no sul quanto no norte, e incluiu a província de Yamaguchi. 

Publicidade

Em comparação ao ano passado, a entrada nesse período das chuvas foi tardia, com um mês de diferença na região norte. 

Com esse anúncio, Kyushu se junta a Okinawa, ilhas Amami e região Kanto-Koshin na estação chuvosa. 

É provável que seja feito anúncio para as regiões Kinki e Tokai na segunda (13) ou terça-feira (14).

Durante esse período de grande umidade é preciso estar preparado não só com as galochas, guarda-chuva e capa, mas com produtos de prevenção de desastres, pois podem ocorrer enchentes, alagamentos, inundações e deslizamentos.

Antes da ocorrência desses desastres as prefeituras avisam para buscar abrigo e nessa hora a mochila de emergência deve estar pronta (toque aqui para conferir se a sua está atualizada).

~Atualização às 12h~ A AMJ informou que na segunda-feira começou a estação chuvosa na região Shikoku.

Fontes: News Digest, Tenki e WeatherNews

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

‘Umeboshi’ pode ajudar a inibir a reprodução do coronavírus, mostra estudo

Publicado em 13 de junho de 2022, em Sociedade

A ameixa japonesa pode ajudar a inibir a reprodução do coronavírus, anunciou recentemente um grupo de pesquisa.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

O umeboshi (ameixa japonesa em conserva) pode ajudar a inibir a reprodução do coronavírus, anunciou recentemente um grupo de pesquisa interprovincial.

Publicidade

A equipe formada por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Tokai (Kanagawa) da Universidade de Reabilitação Osaka Kawasaki (Osaka) e do Instituto Nacional de Tecnologia, Wakayama College (Wakayama) anunciaram a descoberta em uma coletiva de imprensa em 1º de junho na prefeitura de Minabe em Wakayama.

O grupo iniciou a pesquisa em outubro de 2020 após ser encomendada pela cidade de Minabe.

Os pesquisadores compararam reprodução viral em amostras de cultura celular, sendo que um conjunto foi tratado apenas com partículas de coronavírus e um outro com coronavírus misturado com extrato de umeboshi. Eles também alteraram níveis de concentração de extrato quando estavam estudando amostras infundidas com umeboshi.

Eles descobriram que a reprodução viral foi suprimida nas células de amostra com extrato de umeboshi, e quanto maior a concentração de extrato, maior o efeito.

O grupo também afirma que além da cepa original do coronavírus, o mesmo resultado foi confirmado para as variantes alpha, delta e ômicron. A equipe agora planeja progredir para identificar o ingrediente que inibe a reprodução.

Perguntado durante a coletiva se o consumo de umeboshi poderia prevenir a infecção por coronavírus, o professor de patologia experimental da Escola de Medicina da Universidade Tokai, disse “Não podemos saber com certeza sem um estudo epidemiológico”.

Fonte: Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância