Governo ampliará os locais para teste do coronavírus e poderá reduzir ‘quarentena’ do contato próximo

Além dos locais para fazer o teste gratuitamente, pretende reduzir o tempo de espera em casa para quem teve contato próximo com uma pessoa testada positivo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Local de teste PCR gratuito em Kagoshima (MBC)

Por causa da rápida expansão da infecção pelo novo coronavírus, o governo deverá decidir na sexta-feira (22) a proposta de redução do período de tempo em casa das pessoas que tiveram contato próximo com uma testada positivo.

Publicidade

Atualmente o período é de 7 dias, mas considera reduzi-lo para 5, podendo retornar ao trabalho ou à escola, desde que o resultado do teste seja negativo.  

Mesmo diante do quadro dos últimos dias, há a questão de equilibrar as atividades econômicas e o controle da infecção. Por isso, não pretende restringir a movimentação das pessoas.

Em relação aos testes, o ministro da Saúde, Trabalho e Bem Estar, Shigeyuki Goto, disse que há um estoque de 180 milhões de unidades, por isso, pretende ampliar os locais para que a população possa realizá-lo gratuitamente, nos hospitais, aeroportos e em outras instalações.

Com a rápida expansão a procura pelos testes – de antígeno ou PCR – aumentou em todo país. Os governos locais estão ampliando os locais e o prazo para realização gratuitamente, pois se aproximam o feriado de Obon e as férias de verão.

Fontes: ANN, MBC, Sankei e Nikkei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Empresa chinesa venderá 3 modelos de veículos elétricos no Japão

Publicado em 22 de julho de 2022, em Sociedade

Três modelos serão lançados sequencialmente a partir de janeiro.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A BYD exibiu na quinta-feira (21) 3 modelos de veículos elétricos, os quais também são populares na China, que serão lançados no Japão (NHK)

A gigante chinesa BYD disse na quinta-feira (21) que começará a vender veículos elétricos (VEs) no Japão a partir de 2023, esperando que a demanda cresça em um país onde a mudança para carros ecologicamente corretos tem sido lenta.

Publicidade

A BYD Japan, que já vende ônibus elétricos no país, anunciou a estabilização de uma nova companhia para lidar com vendas de VEs. Três modelos serão lançados sequencialmente a partir de janeiro.

Os modelos são o esportivo utilitário de porte médio Atto 3, o compacto hatch Dolphin e o sedan Seal. Detalhes sobre preços e metas de vendas não foram revelados.

Veículos elétricos contam por apenas 1% das vendas de carros no Japão, embora o governo tenha estabelecido uma meta de que até 2035 todos os carros novos vendidos devem ser eletrificados.

Em relação a montadoras chinesas, o China FAW Group já instalou uma loja no Japão e deve lançar um VE de preço alto neste verão. A BYD, por outro lado, se especializa em uma ampla variedade de pontos de preço, de baixo a médio.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência