Homem se joga contra o trem em alta velocidade e com o impacto seu corpo volta, ferindo 5 mulheres

Cometeu suicídio se jogando contra o trem em movimento, o corpo volta pelo impacto do choque e fere as pessoas que estavam na plataforma da estação.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Vidro frontal do trem quebrado com o choque (Kobe Shimbun)

Após as 18h de terça-feira (19), um homem se jogou da plataforma da estação de trem Nada, da JR, em Kobe (Hyogo). Colidiu com o trem rápido, que estava passando em alta velocidade, vindo de Kusatsu (Shiga) com destino a Himeji.

Publicidade

Com o impacto do choque, o corpo foi jogado de volta para a plataforma batendo contra 5 mulheres que esperavam pelo próximo trem. Segundo o Corpo de Bombeiros, o homem morreu. As 5 vítimas, na faixa dos 30 aos 60 anos, foram socorridas para o hospital pois tiveram hematomas na cabeça e no abdômen, além do mal-estar.

De acordo com a JR, esse trem rápido não para nessa estação e passava a uma velocidade de 95 a 100km/h. Ao ver a situação, o condutor acionou a trava de emergência, mas não foi possível frear a tempo, parando a cerca de 50 metros da borda do final da plataforma.

Segundo a polícia, nessa estação de trem não há muretas protetoras com portas para evitar esse tipo de incidente.

Passageiros evacuados pelos trilhos (Kobe Shimbun)

Os cerca de 750 passageiros do trem rápido não se feriram, mas ficaram presos nos 6 vagões por aproximadamente 2 horas até que fossem evacuados pelos trilhos. Uma passageira teve mal-estar e foi levada ao hospital.

Segundo um dos passageiros, logo depois do estrondo por causa do choque, o ar-condicionado parou de funcionar e o ambiente ficou muito quente.

Por causa desse acidente, uma parte das linhas da JR teve a operação suspensa.

A polícia investiga as circunstâncias e se apressou para identificar o homem que cometeu suicídio.

Fontes: Kobe Shimbun, Mainichi e FNN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Toyota anuncia redução da produção em agosto: 9 linhas de 6 plantas com paralisações

Publicado em 20 de julho de 2022, em Economia

A Toyota Motor teve que reduzir a sua meta de produção e das 9 linhas com paralisações, somente uma não é de Aichi.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Prius produzido na planta de Tsutsumi, cidade de Toyota (reprodução/HP)

A Toyota Motor informou na terça-feira (19) a revisão da produção global de agosto, com redução. A nova programação é de cerca de 200 mil no Japão e 500 mil unidades no exterior.

Publicidade

Comparado ao número anteriormente planejado que a montadora havia informado aos seus fornecedores no início do ano, a redução de produção doméstica chega a 50 mil e 100 mil unidades de veículos no exterior.  

O motivo continua sendo a escassez de autopeças, incluindo os semicondutores. No entanto, o volume de produção global de agosto a outubro de 2022 estava previsto em cerca de 850 mil unidades em média por mês. Em relação ao volume de produção global para todo o ano fiscal de 2022 (abril de 2022 a março de 2023), informou que “não há alteração do número estimado (cerca de 9,7 milhões de unidades) até o momento”.

6 plantas com produção suspensa em agosto

Com esta revisão para baixo do plano de produção global, os ajustes de produção serão feitos em 9 linhas de 6 plantas das 14 no total e com 28 linhas, em agosto.  

A linha 1 da planta de Motomachi, na cidade de Toyota (Aichi), a qual produz o FCV Mirai e o novo VE bZ4X, além do Solterra da Subaru, ficará parada durante todo o mês de agosto, considerando que o período das férias de verão é de 13 a 21.  

As duas linhas da planta de Tsutsumi, também na cidade de Toyota, onde são fabricados o Prius, Prius PHV, Corolla, Corolla Sports e Camry, terão suspensão das produção de 2 dias na linha 1 e 5 na linha 2, a partir de 1.º de agosto.

A de Fujimatsu, na cidade de Kariya (Aichi), onde se produz o Noah e o Voxy, também paralisará a linha 2 de 1.º a 5. Igualmente, no mesmo período, a de Iwate, de onde saem o Aqua e o C-HR.

Outra situada na cidade de Toyota, a Auto Body Yoshiwara, de onde saem o Lexus LX e o Land Cruiser 300, terá paralisação na linha 1, entre os dias 1.º a 12 e 22. Na linha 2 será somente no dia 1.º.

As linhas 301 e 302, onde se produzem os modelos da série RAV4, da Toyota Shokki, em Kariya, terá suspensão de um dia, em 22. 

As plantas de Motomachi e Tsutsumi, onde produzem o novo Crown, conforme anúncio da Toyota Motor em 15 de julho deste ano, não estão incluídas no plano de ajuste de produção, mas parece que o impacto da escassez de autopeças está afetando o modelo. 

Fontes: divulgação e Nikkei  

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência