KDDI: ainda continua difícil fazer e receber chamadas na segunda-feira

Segundo a operadora, os clientes ainda estão com dificuldades nas chamadas. Expectativa sobre como a KDDI irá compensar os clientes.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de tela do smartphone sem sinal da au (NHK)

O problema da falha de comunicação da operadora KDDI, envolvendo au, UQ Mobile, povo, telefones fixos, Home Plus, Home Denwa, au Femtocell, além do envio e recebimento de SMS, continua, segundo comunicado publicado às 9h de segunda-feira (4). 

Publicidade

A comunicação de dados está praticamente recuperada em todo o país, mas ainda muitos usuários não conseguem fazer e receber chamadas, “por causa do congestionamento de tráfego na central de comutação VoLTE”, informou.

A queda de comunicação ocorreu por volta da 1h35 de sábado (2) em todo o Japão, afetando os mais de 39,15 milhões de usuários, incluindo as redes que dependem do serviço da au KDDI, como os 190 ATMs do Ogaki Kyoritsu Bank da região Tokai e as empresas que usam os serviços da operadora, como a Yamato Un’yu.

Pior queda de todas as operadoras e da história

As outras duas operadoras, NTT DoCoMo e SoftBank, já tiveram queda dos serviços de comunicação, mas nenhuma delas durou tanto tempo como o da KDDI.

As pessoas que precisaram fazer ligações de emergência tiveram que usar o telefone público ou pedir emprestado o smartphone de outra pessoa, a qual usa outras operadoras. Outra opção foi usar o LINE, popular entre os japoneses.

Pedido de desculpas e como compensar os clientes

O presidente da KDDI, Makoto Takahashi, realizou uma coletiva de imprensa no domingo (3), para apresentar seu pedido de desculpas publicamente, tanto para os usuários pessoas físicas quanto as jurídicas.

“Recebemos muitas opiniões do atendimento ao cliente, mas não temos uma resposta para fornecer uma compensação uniforme. Vamos considerar uma compensação depois de analisar um pouco mais os detalhes dessa falha”, disse. 

Takahashi informou que até domingo a central de atendimento recebeu 49 mil chamadas dos clientes.

Fontes: KDDI, NHK, Nikkei e Mainichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Polícia pede ajuda para encontrar menina desaparecida em Gunma no ano de 1996

Publicado em 4 de julho de 2022, em Sociedade

Acredita-se que Yukari Yokoyama tenha sido raptada de um pachinko em Ota no dia 7 de julho de 1996.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A polícia recebeu mais de 5,2 mil informações do público ao longo dos anos, mas nenhuma delas levou a pistas sólidas (YouTube/日テレNEWS)

A polícia distribuiu panfletos em um shopping na cidade de Ota (Gunma) pedindo ajuda ao público por qualquer informação sobre o destino de uma menina de 4 anos que desapareceu em 1996.

Publicidade

Acredita-se que Yukari Yokoyama tenha sido raptada de um pachinko em Ota no dia 7 de julho de 1996. Ela desapareceu do local após se afastar de seu pai.

A polícia disse que a única pista é a imagem de uma câmera de vigilância mostrando um homem usando óculos escuros e uma capa, caminhando pelos corredores do pachinko sem jogar por cerca de 15 minutos. Em um ponto, o homem é visto conversando com Yukari.

A polícia disse que ao longo dos anos recebeu mais de 5,2 mil informações do público, mas nenhuma delas levou a pistas sólidas. Os panfletos distribuídos pela polícia também incluem a ilustração de como Yukari pode estar agora, se ainda estiver viva.

Qualquer pessoa que tenha informação que possa ajudar poderá ligar para os números 0276-33-0110 ou 0120-889-324.

Há uma recompensa de ¥6 milhões por qualquer informação que possa ajudar a polícia a resolver o caso.

Fonte: Japan Today

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência