Toyota anuncia redução da produção em agosto: 9 linhas de 6 plantas com paralisações

A Toyota Motor teve que reduzir a sua meta de produção e das 9 linhas com paralisações, somente uma não é de Aichi.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Prius produzido na planta de Tsutsumi, cidade de Toyota (reprodução/HP)

A Toyota Motor informou na terça-feira (19) a revisão da produção global de agosto, com redução. A nova programação é de cerca de 200 mil no Japão e 500 mil unidades no exterior.

Publicidade

Comparado ao número anteriormente planejado que a montadora havia informado aos seus fornecedores no início do ano, a redução de produção doméstica chega a 50 mil e 100 mil unidades de veículos no exterior.  

O motivo continua sendo a escassez de autopeças, incluindo os semicondutores. No entanto, o volume de produção global de agosto a outubro de 2022 estava previsto em cerca de 850 mil unidades em média por mês. Em relação ao volume de produção global para todo o ano fiscal de 2022 (abril de 2022 a março de 2023), informou que “não há alteração do número estimado (cerca de 9,7 milhões de unidades) até o momento”.

6 plantas com produção suspensa em agosto

Com esta revisão para baixo do plano de produção global, os ajustes de produção serão feitos em 9 linhas de 6 plantas das 14 no total e com 28 linhas, em agosto.  

A linha 1 da planta de Motomachi, na cidade de Toyota (Aichi), a qual produz o FCV Mirai e o novo VE bZ4X, além do Solterra da Subaru, ficará parada durante todo o mês de agosto, considerando que o período das férias de verão é de 13 a 21.  

As duas linhas da planta de Tsutsumi, também na cidade de Toyota, onde são fabricados o Prius, Prius PHV, Corolla, Corolla Sports e Camry, terão suspensão das produção de 2 dias na linha 1 e 5 na linha 2, a partir de 1.º de agosto.

A de Fujimatsu, na cidade de Kariya (Aichi), onde se produz o Noah e o Voxy, também paralisará a linha 2 de 1.º a 5. Igualmente, no mesmo período, a de Iwate, de onde saem o Aqua e o C-HR.

Outra situada na cidade de Toyota, a Auto Body Yoshiwara, de onde saem o Lexus LX e o Land Cruiser 300, terá paralisação na linha 1, entre os dias 1.º a 12 e 22. Na linha 2 será somente no dia 1.º.

As linhas 301 e 302, onde se produzem os modelos da série RAV4, da Toyota Shokki, em Kariya, terá suspensão de um dia, em 22. 

As plantas de Motomachi e Tsutsumi, onde produzem o novo Crown, conforme anúncio da Toyota Motor em 15 de julho deste ano, não estão incluídas no plano de ajuste de produção, mas parece que o impacto da escassez de autopeças está afetando o modelo. 

Fontes: divulgação e Nikkei  

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Veja quais são os passaportes mais poderosos do mundo para 2022

Publicado em 20 de julho de 2022, em Notícias do Mundo

O Henley Passport Index classifica 199 passaportes de acordo com o número de destinos que seus portadores podem acessar sem precisar tirar visto com antecedência.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Portadores de passaporte japonês têm acesso livre a 193 destinos no mundo (banco de imagens)

Um trio de passaportes asiáticos oferece a seus portadores maior liberdade de viagem global do que aqueles em outros países, de acordo com um novo relatório trimestral divulgado pela empresa de assessoria de residência e cidadania global sediada em Londres, a Henley & Partners.

Publicidade

O Japão ficou em 1º, com Singapura e Coreia do Sul em 2º, oferecendo aos seus cidadãos acesso sem visto ou recebendo um na chegada a um recorde de 193 destinos em todo o mundo, comparado com os 192 das duas nações.

Contudo, a reposta mais cautelosa da Ásia à covid-19 significa que esses cidadãos têm menos probabilidade de atualmente fazer uso dessa liberdade de viagem do que aqueles na Europa ou Américas.

A demanda internacional de passageiros para viagem aérea na região Ásia-Pacífico ainda é menos de um quinto dos níveis pré-coronavírus, de acordo com as estatísticas mais recentes da Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA).

Em comparação, segundo o relatório do Henley Passport Index, os mercados na Europa e América do Norte se recuperaram para cerca de 60% de seus níveis de mobilidade de viagem anteriores.

Cidadãos afegãos ficam em último na lista novamente, com acesso apenas a 27 países sem a exigência de visto com antecedência.

Devido à invasão à Ucrânia, portadores de passaportes russos estão mais isolados do mundo do que antes.

O índice não leva restrições temporárias ou fechamentos de espaços aéreos em conta, então, enquanto o passaporte russo atualmente esteja no 50º lugar, com acesso livre a 119 países, a realidade é que a entrada desses cidadãos está efetivamente barrada em muitos desses destinos.

O Brasil ficou em 19º lugar, com acesso livre para visitar 170 países.

Os melhores passaportes:

  1. Japão (193 destinos)
  2. Singapura, Coreia do Sul (192)
  3. Alemanha, Espanha (190)
  4. Finlândia, Itália, Luxemburgo (189)
  5. Áustria, Dinamarca, Países Baixos, Suécia (188)
  6. França, Islândia, Portugal, Reino Unido (187)
  7. Bélgica, Nova Zelândia, Noruega, Suíça, (186)
  8. Austrália, Canadá, República Tcheca, Grécia, Malta (185)
  9. Hungria (183)
  10. Lituânia, Polônia, Eslováquia (182)

Os piores passaportes:

  1. Coreia do Norte (40 destinos)
  2. Nepal, Território Palestino (38)
  3. Somália (35)
  4. Iémen (34)
  5. Paquistão (32)
  6. Síria (30)
  7. Iraque (29)
  8. Afeganistão (27)

A lista do Henley & Partner é um dos vários índices criados por empresas financeiras para classificar passaportes globais de acordo com o acesso que eles oferecem aos seus cidadãos.

O Henley Passport Index classifica 199 passaportes de acordo com o número de destinos que seus portadores podem acessar sem precisar tirar visto com antecedência.

Ele é atualizado em tempo real durante todo o ano, e quando mudanças em políticas de visto entram em vigor.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência