Fabricante de protetor solar da Banana Boat faz recall nos EUA por risco de câncer

A Banana Boat emitiu um recall de seu Hair & Scalp Spray SPF 30. Teste revelou vestígios de substância química que causa câncer.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O protetor solar para cabelo que está sendo recolhido nos EUA, o Banana Boat Hair & Scalp Sunscreen Spray SPF 30 (Edgewell)

A Banana Boat tem recolhido nos EUA um de seus protetores solares em spray para cabelo após vestígios da substância química benzeno que causa câncer terem sido encontrados durante testes do produto.

Publicidade

A Edgewell Personal Care Company, que fabrica o produto, emitiu um recall voluntário do Banana Boat Hair & Scalp Sunscreen Spray SPF 30 na sexta-feira (29).

Uma revisão interna descobriu pequenas quantidades de benzeno em algumas amostras do produto, apesar dessa substância química não ser um ingrediente em quaisquer produtos da Banana Boat.

Os níveis inesperados do produto vieram do propulsor que borrifa o protetor solar para fora da lata, confirmou a empresa à Administração de Medicamentos e Alimentos dos EUA (FDA).

Especialistas da saúde alegam que a exposição ao benzeno, uma substância química incolor com odor doce, poderia resultar em doenças sanguíneas, leucemia e outros tipos de câncer.

Os produtos impactados foram distribuídos nos EUA por lojas e online. Os clientes podem identificá-los pelos números de lotes localizados no fundo da lata: 20016AF, 20084BF e 21139AF.

Os produtos têm datas de validade até dezembro de 2022, fevereiro de 2023 e abril de 2024.

No comunicado de imprensa da Edgewell, que também foi compartilhado pela FDA, ela disse que a exposição ao cancerígeno pode ocorrer através de inalação, oralmente ou pela pele.

Fonte: Daily Mail

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Japonês procurado pelos golpes do romance foi preso em Gana

Publicado em 2 de agosto de 2022, em Notícias do Mundo

Considerado o chefe da quadrilha que aplicava golpes pelas redes sociais, o japonês procurado pela Interpol foi detido em Gana e será extraditado para o Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Foto do japonês procurado pela Interpol (MBS)

A Polícia da Província de Osaka informou na segunda-feira (1.º) que o japonês 森川光, 58, procurado internacionalmente pelos golpes do romance pelas redes sociais foi detido em Gana, no domingo (31). Segundo as autoridades locais ele estava em permanência irregular naquele país.

Publicidade

Em breve deverá ser extraditado para o Japão e nessa ocasião será preso como suspeito de fraudes.

Segundo a polícia, acredita-se que Morikawa esteja em Gana desde agosto de 2018 e pertença a um grupo criminoso internacional com sede naquele país. Segundo o levantamento da investigação, Morikawa e seu grupo devem ter levantado pelo menos 400 milhões de ienes.

Em 18 de maio de 2018, a polícia de Osaka o colocou na lista da Interpol divulgando a sua foto. Cerca de uma semana depois, Morikawa ligou para a sede de investigação, quando teria dito que “não posso voltar até que reúna todo o dinheiro para repor pelos danos”. 

Depois disso, recebeu vários telefonemas dele e, através dessas ligações, foi identificado seu paradeiro em Gana.  

15 da quadrilha já presos  

Segundo a polícia, 15 pessoas – japoneses, ganenses e camaroneses – já foram presas. Esses comparsas de Morikawa se passavam por diplomatas, advogados, militares e outras profissões, todos do exterior, buscando um namorado ou uma namorada pelas redes sociais para aplicar o golpe

Depois que o alvo se sentia apaixonado pediam para depositar uma soma de dinheiro com pretextos diversos, como para enviar jóias. Foi confirmado que boa parte dos 400 milhões de ienes foi lavado e enviado para Gana.

Sobre Morikawa, ele também é suspeito de se passar por uma escritora americana e ter obtido 1,49 milhão de ienes no total, entre agosto de 2019 e setembro de 2020, de 2 homens residentes na região Kinki.

Fontes: Sankei, NHK, ABC e MBS

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência