Chefe da polícia do Japão renunciará por falhas na segurança do ex-primeiro-ministro Abe

A renúncia de Itaru Nakamura deve ser aprovada em uma reunião do Gabinete na sexta-feira (26).

Itaru Nakamura disse que tem a intenção de renunciar pelo assassinato de Abe (NHK)

O chefe da polícia do Japão disse que tem a intenção de renunciar pelo assassinato do ex-primeiro-ministro Shinzo Abe no mês passado. O anúncio ocorre após a divulgação de uma revisão da segurança quando o incidente ocorreu.

Publicidade

“A Agência Nacional de Polícia (ANP) acredita que é necessário implementar de forma estável medidas baseadas nas novas exigências de segurança sob um novo sistema para prevenir que um incidente do tipo ocorra novamente. Hoje, transmito à Comissão Nacional de Segurança Pública minha intenção de renunciar, em um esforço para reorganizar assuntos pessoais”, disse Itaru Nakamura.

A renúncia de Nakamura deve ser aprovada em uma reunião do Gabinete na sexta-feira (26).

Em 8 de julho, Abe foi baleado enquanto fazia um discurso na cidade de Nara. A ANP suspeita que pode ter havido um problema com a organização de segurança atrás do ex-primeiro-ministro.

Nakamura se juntou à ANP em 1986. Ele trabalhou principalmente no departamento de investigações criminais e medidas contra o crime organizado. O chefe de 59 anos está em seu cargo atual há cerca de 1 ano.

Após o incidente com Abe, a ANP divulgou os resultados de uma revisão de medidas de segurança. Ela encontrou falhas em planos de segurança, junto com comando insuficiente e compartilhamento de informação no local. A agência também disse que a polícia falhou em notar o suspeito se aproximando de Abe.

O governo diz que planeja revisar drasticamente operações de segurança para pessoas importantes e fortalecer o envolvimento da agência com a polícia provincial. Isso será feito ao reformular políticas de segurança pela primeira vez em 30 anos.

O chefe da Polícia Provincial de Nara, Tomoaki Onizuka, também transmitiu nesta quinta-feira sua intenção de renunciar.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Toyota decide expulsar a Hino da CJPT pela quebra de confiança diante do escândalo da fraude

Publicado em 25 de agosto de 2022, em Economia

A CJPT é composta por 5 montadoras, com objetos práticos em relação à construção de uma sociedade sem carbono. Leia o que disse o presidente da Toyota.

Caminhãozinho Dutro Z EV da Hino (HP)

A Toyota Motor anunciou na quarta-feira (24) de agosto que a Hino Motors será expulsa da Commercial Japan Partnership Technologies (CJPT), uma parceria entre várias montadoras, por causa das fraudes de inspeção reveladas uma após a outra pela fabricante.

Publicidade

A Toyota apontou que as sequências de inspeção fraudulenta da Hino “não combinam com os sentimentos e objetivos compartilhados da CJPT“. A discussão prosseguiu com uma proposta do presidente Akio Toyoda, e ele decidiu expulsá-lo, dizendo: “A continuidade das atividades, incluindo a Hino, não ganhará a compreensão dos clientes e da sociedade”.

“A fraude do teste de certificação que a Hino causou desta vez prejudicou muito a confiança de todas as partes interessadas, incluindo nossos clientes, e nós, como empresa controladora da Hino e como acionista, estamos extremamente desapontados. uma situação em que não se pode reconhecê-la como uma companheira de 5,5 milhões de pessoas”, disse Toyoda.

A Hino detém uma participação de 10% na CJPT, valor que será adquirido pela Toyota.  

O que é CJPT e sua importância

A Toyota e a Hino estabeleceram a CJPT em abril de 202, incluindo a Isuzu Motors, e estão trabalhando para a realização de uma sociedade zero em emissão de carbono (CN, acrônimo de carbon neutrality). A Suzuki e a Daihatsu Motor também começaram a participar em julho de 2021. 

Por meio da CJPT, as cinco empresas estão realizando experimentos de demonstração para o uso de combustível de hidrogênio na província de Fukushima e na cidade de Fukuoka, pesquisas conjuntas sobre motores a hidrogênio e o desenvolvimento de veículos elétricos kei para uso comercial (BEV). Já estão estudando a padronização e aplicação prática de baterias tipo cartucho com a Yamato Transport.

Fontes: divulgação e IT Media

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros