Custo do funeral de estado para Abe totalizará mais de ¥1,6 bilhão

O secretário-chefe do Gabinete disse que ¥800 milhões serão usados para segurança e ¥600 milhões para receber dignitários estrangeiros que devem viajar a Tóquio partindo de 50 países.

Shinzo Abe foi morto a tiro em julho durante campanha eleitoral em Nara (banco de imagens)

O Japão disse nesta terça-feira (6) que vai destinar adicionais ¥1,4 bilhão (US$9.97 milhões) para o funeral de estado do ex-primeiro-ministro Shinzo Abe a fim de cobrir custos voltados à segurança e recepção de dignitários estrangeiros, levando o total para mais de ¥1,6 bilhão.

Publicidade

Com oposição ao funeral de Abe crescendo dadas suas posições políticas divergentes e vários escândalos, a decisão do governo em gastar mais de ¥1 bilhão e meio do dinheiro dos contribuintes no evento causará uma forte reação do público, disseram observadores.

No fim do mês passado, a administração do primeiro-ministro Fumio Kishida disse que gastará ¥249 milhões dos fundos de contribuintes no funeral de Abe, que foi morto a tiro durante uma campanha eleitoral no início de julho, programado para 27 de setembro.

Kishida também disse que o custo total seria anunciado após o funeral, visto que poderia variar dependendo do número de convidados estrangeiros, mas o governo aparentemente se sentiu obrigado a revelar os números com antecedência devido a intenso debate público.

O secretário-chefe do Gabinete, Hirokazu Matsuno, disse em uma coletiva de imprensa nesta terça-feira que ¥800 milhões serão usados para segurança e ¥600 milhões para receber dignitários estrangeiros que devem viajar a Tóquio partindo de 50 países.

Jun Azumi, chefe de assuntos da Dieta do Partido Democrático Constitucional do Japão, criticou o governo, dizendo aos repórteres que os custos do funeral de Abe “incharam” em mais de seis vezes o número originalmente estabelecido.

A última vez que o Japão realizou um funeral de estado foi em 1967 para o primeiro-ministro Shigeru Yoshida. Ele liderou a recuperação do Japão da 2ª Guerra Mundial.

Fonte: Mainichi

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

‘Love parking’ para quem não quer gastar com motel

Publicado em 6 de setembro de 2022, em Curiosidades

Um japonês teve a ideia de transformar seu terreno em um estacionamento inusitado, para atender os casais que não querem gastar com motel.

Imagem ilustrativa de silhueta dentro do carro (Pexels)

Desde que foi inaugurado o estacionamento em agosto, a fama espalhou-se pelas redes sociais e depois chamou a atenção dos noticiários. Apelidado de love parking, nada mais é do que um estacionamento privado para ser usado no lugar do motel.

Publicidade

Tudo começou com um post de um usuário que fotografou a placa com as tarifas e com um cartaz dizendo “como fica nas montanhas, pode gritar à vontade” e publicou em uma das redes sociais. E logo ganhou fama. 

Cada vaga do estacionamento é cercada por lonas plásticas de cor azul, então os usuários não precisam ficar se preocupando com os olhos alheios ou espiando o que se faz dentro do carro.  

Inspiração, onde fica e quanto custa

Segundo o proprietário que teve essa ideia inovadora, o local é uma propriedade privada há várias gerações. Costumava ser um terreno baldio, onde os motoristas paravam para fazer uma pequena pausa.

Cada vaga do estacionamento-motel tem uma espécie de cortina de lona plástica (News Post Seven)

Mas, de vez em quando o dono do terreno via casais namorando dentro do carro. Essa foi sua inspiração para o love parking. “Decidi transformar em um estacionamento cobrando uma taxa e criar espaços para que os casais possam relaxar e se divertir”, explicou. O local fica em uma estrada montanhosa na província de Kumamoto. 

As tarifas são baratas. No período entre 10h às 20h o casal paga ¥500 por 2 horas. Das 20h às 10h do dia seguinte é considerado preço fixo de mil ienes, e livre, sendo que sai bem mais em conta do que pagar o motel. Mas não tem toilet, por isso, para quem usa à noite pode sair e voltar, para ir à loja de conveniência mais próxima ou para usar o toalete público que fica nas imediações.

Atualmente são 6 vagas disponíveis, porém já há planos para aumentar mais 4 espaços pela necessidade.

Há um cartaz informando que o voyeurismo é crime para que esse tipo de pessoa não se aproxime do local, embora se pode puxar a lona para fechar o local como se fosse uma cortina.

Fontes: Bengoshi dot com e News Post Seven 

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros