Desvalorização chegou a ¥140 por dólar e causa tensão no governo

Logo depois do anúncio dessa depreciação, dois ministros do gabinete japonês manifestaram preocupações.

São necessários ¥1.401 para compra de 10 dólares (PM)

No mercado de câmbio de Tóquio, na sexta-feira (2), a depreciação da moeda japonesa acelerou ainda mais e a taxa foi fechada em 140,12 ienes por dólar, a mais baixa em 24 anos, desde agosto de 1998.

Publicidade

O Federal Reserve System (FRB) dos EUA, equivalente ao banco central, elevou a taxa de juros significativamente em resposta aos indicadores econômicos daquele país, cujo anúncio foi feito no horário da noite de quinta-feira (1.º) do Japão, superando as expectativas do mercado. A visão de que isso vai continuar se espalhou.

Por isso, deverá haver continuidade na compra de dólares e venda de ienes.

Tensão no governo japonês

Hirokazu Matsuno, Secretário-Geral do Gabinete, disse que “estamos observando com forte tensão as tendências do mercado de câmbio”.

“É importante que a taxa de câmbio permaneça estável, alinhada com os fundamentos, por isso, flutuações rápidas não são desejáveis. A volatilidade está aumentando e o governo monitorará de perto os desenvolvimentos de mercado com um alto grau de urgência”, declarou.

O Ministro das Finanças, Shun’ichi Suzuki, proferiu inicialmente as mesmas palavras que Matsuno e complementou: “Em relação aos mercados de câmbio, existe um acordo com o G7 e outros países de que flutuações excessivas e movimentos caóticos podem ter um impacto negativo na economia e nas finanças. Trabalharemos em estreita colaboração com eles e tomaremos as medidas apropriadas, se necessário”. 

Fontes: Mainichi e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Magnata do petróleo morre após cair de janela de hospital em Moscou

Publicado em 2 de setembro de 2022, em Notícias do Mundo

Ravil Maganov, presidente da gigante russa do petróleo e gás Lukoil, morreu após cair da janela de um hospital em Moscou.

Ravil Maganov era presidente da gigante russa do petróleo e gás Lukoil (Wikimedia Commons/kremlin.ru)

O presidente da gigante russa do petróleo e gás Lukoil morreu após cair da janela de um hospital em Moscou, de acordo com a mídia estatal TASS.

Publicidade

A Lukoil confirmou a morte de seu presidente na quinta-feira (1º) em uma declaração publicada em seu site.

Ravil Maganov “faleceu após doença grave”, disse a Lukoil, sem fazer menção a uma queda. “Maganov contribuiu imensamente para o desenvolvimento não somente da companhia, mas do setor russo de petróleo e gás como um todo”.

A Lukoil, a segunda maior companhia de petróleo e gás da Rússia, foi destaque na mídia em março quando ela pediu “pelo término o mais breve possível do conflito armado” na Ucrânia.

A empresa produz mais de 2% do petróleo bruto do mundo e emprega mais de 100 mil pessoas.

A agência de notícias russa RIA Novosti, citando uma fonte da lei na quinta-feira, disse que Maganov “provavelmente cometeu suicídio”.

“Autoridades investigativas estão trabalhando no local para estabelecer as causas do incidente”, disse a fonte à RIA.

Pelo menos cinco empresários russos proeminentes teriam morrido ao cometer suicídio desde o fim de janeiro.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros