Elevador a céu aberto mais alto do mundo com paisagem de ‘Avatar’

O elevador de 326 metros de altura oferece belas vistas de um parque nacional o qual muitos acreditam que inspirou o cenário incrível do filme ‘Avatar’ de 2009.

O Elevador Bailong foi concluído em 2002 ao custo de US$26 milhões (Wikimédia Commons/Nyx Ning)

O elevador a céu aberto mais alto do mundo pode ter duas décadas de idade, mas ele continua sendo popular, oferecendo belas vistas de um parque nacional o qual muitos acreditam que inspirou o cenário incrível do filme de 2009 “Avatar”.

Publicidade

O Parque Florestal Nacional Zhangjiajie em Hunan, na China, é famoso por suas formações cársticas* gigantescas similares a pilares, e ostenta uma semelhança marcante com a paisagem flutuante do mundo alien de Pandora que representa um papel de destaque no filme.

O elevador de vidro de 326 metros de altura, o Bailong, foi construído ao lado de um penhasco no parque nacional e oferece vistas estonteantes das formações cársticas*.

Ele é formado por três elevadores com dois níveis e cada um pode transportar até 46 visitantes até a montanha em menos de 2 minutos por viagem.

Alternativamente, os visitantes podem escalar a montanha, que leva cerca de 2 horas e meia.

O elevador foi concluído em 2002 ao custo de US$26 milhões.

Sobrecarregado por debates e preocupações em relação à segurança, as operações do elevador foram suspensas 3 meses após ele ter aberto pela primeira vez. Demolição foi discutida, mas o elevador acabou sendo reaberto 10 meses depois.

Cerca de 20 anos após sua abertura, o Elevador Bailong provou ser uma das atrações mais chamativas no parque, transportando mais de 60 milhões de turistas nas últimas duas décadas.

* Um tipo de relevo que se caracteriza pela dissolução/corrosão das rochas, formando uma série de feições tais como cavernas, grutas, lapas, abrigos, dolinas, rios subterrâneos, paredões rochosos, lapiás, entre outros.

Fonte: CNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Hino vai paralisar produção de alguns modelos de caminhões por 1 ano

Publicado em 4 de setembro de 2022, em Sociedade

A produção de alguns modelos de caminhões da Hino, unidade da Toyota, não será retomada até o próximo verão.

Alguns modelos domésticos do Ranger e do Profia não serão produzidos até agosto de 2023 (ilustrativa/banco de imagens)

A Hino, unidade da Toyota, suspenderá a produção de alguns modelos de caminhões de médio e grande por pelo menos mais 1 ano após um escândalo de falsificação de testes de emissão, soube o site Asia Nikkei.

Publicidade

Alguns modelos domésticos do Ranger e do Profia não serão produzidos até agosto de 2023. Esses modelos tinham testes falsos de emissões de poluentes, disse a companhia, e os envios dos veículos haviam sido paralisados em março.

Executivos do departamento de compras da Hino disseram recentemente a principais fornecedores sobre o cronograma de paralisação da produção. O impacto sobre fabricantes de peças e outros negócios parceiros provavelmente será significante.

Para os modelos que a companhia falsificou dados de eficiência de combustível, a Hino deixou claro para seus parceiros de negócios sua intenção de retomar a produção até o fim do ano.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância