Marriott planeja abrir 100 hotéis no Japão

A operadora de hotéis e resorts dos EUA olha além de grandes cidades enquanto o turismo se recupera da Covid.

Marriot aumentará presença no arquipélago japonês (banco de imagens)

A Marriott International aumentará sua presença no Japão em 30% para cerca de 100 hotéis até o fim de 2024, antecipando uma retomada nas viagens conduzida por uma recuperação na economia e relaxamento das restrições de fronteira relacionadas à covid-19.

Publicidade

A operadora de hotéis e resorts planeja abrir locais adicionais sob sua marca Fairfield by Marriott, que foi lançada no Japão em 2020.

Esses hotéis estão geralmente localizados perto de paradas de estradas e trabalham com governo regionais para destacar atrações locais, como por exemplo ao oferecer refeições preparadas com especialidades da área ou acesso a instalações de águas termais nas proximidades.

Os quartos, cuja pernoite custa cerca de ¥15 mil, são populares entre viajantes solo e jovens.

A Marriott opera mais marcas de hotéis luxuosos como o Ritz-Carlton, Sheraton e Westin nas grandes cidades do Japão e destinos de férias. Entretanto, ela vê uma oportunidade crescente além dessas áreas enquanto mais viajantes buscam experiências únicas.

A operadora está especialmente interessada na região Kyushu. Lá ela opera um resort Sheraton na cidade de Miyazaki e visa ter mais 10 hotéis na área em 2 anos e meio.

Fonte: Asia Nikkei

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Menina de 3 anos morre por ter sido largada dentro do ônibus escolar

Publicado em 6 de setembro de 2022, em Sociedade

Ela foi ‘esquecida’ dentro do ônibus de ‘sogei’ do jardim de infância em Shizuoka.

Ônibus usado para o transporte escolar do jardim de infância (SBS)

Por volta das 14h15 de terça-feira (5), uma funcionária do Kawasaki Kindergarten, um jardim de infância certificado em Shizunami, cidade de Makinohara (Shizuoka), encontrou a aluna China (Tina) Kawamoto, de 3 anos, inconsciente, dentro do ônibus escolar. 

Publicidade

A ambulância foi imediatamente acionada, mas o hospital, para onde foi transportada, confirmou a morte da menina.

A polícia acredita que a China pode ter sofrido uma insolação depois de ter ficado dentro do veículo carro por cerca de 5 horas e abriu investigação como suspeita de negligência profissional resultando em morte.  

De acordo com a polícia, esse ônibus chegou no Kawasaki Kindergarten pouco antes das 9h de segunda-feira. Passados alguns minutos das 14h, uma funcionária entrou no ônibus estacionado para prepará-lo para levar as crianças de volta, quando encontrou a menina.  

O ônibus estava estacionado em um local sem teto e acredita-se que a temperatura do interior do ônibus estava elevada, pois segundo a Agência de Meteorologia do Japão (AMJ), a temperatura máxima na cidade de Makinohara foi de 30,5 graus Celsius.

Polícia no jardim de infância (NHK)

O ônibus comporta 18 pessoas. No período da manhã, o diretor administrativo de 73 anos o dirigiu para buscar as 6 crianças, acompanhado de uma arubaito de 70. Por isso, a polícia ouviu todos os funcionários do jardim de infância para verificar como funciona o sistema de gestão e compreender como puderam ter esquecido a menina dentro do veículo.

De acordo com o governo da província, o jardim de infância de Kawasaki tinha 158 crianças matriculadas em maio. 

Em julho do ano passado, um menino de 5 anos morreu por ter sido esquecido dentro do ônibus de um jardim de infância em Nakama (Fukuoka).

Fontes: SBS, Yomiuri, Mainichi e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros