Rússia admite erros na mobilização militar em meio à crescente oposição pública

Várias reportagens dizem que pessoas sem experiência militar, ou que estão muito velhas ou que são deficientes, estão sendo convocadas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Autoridades russas dizem que 300 mil reservistas serão convocados, mas reportagens na mídia sugerem que o número pode ser bem maior.

Publicidade

O Kremlin admitiu que erros foram cometidos em sua campanha destinada a mobilizar reservistas russos para lutar na Ucrânia, em meio à crescente oposição pública.

“Há casos quando o decreto é violado”, disse o porta-voz do presidente russo Vladimir Putin, acrescentando que “todos os erros serão corrigidos”.

Várias reportagens dizem que pessoas sem experiência militar, ou que estão muito velhas ou que são deficientes, estão sendo convocadas.

O decreto de mobilização da semana passada já causou protestos disseminados.

Putin anunciou em 21 de setembro o que ele descreveu como mobilização parcial, com o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, dizendo depois que 300 mil reservistas seriam convocados.

Entretanto, reportagens na mídia russa de oposição sugeriram que até 1 milhão de pessoas poderiam ser convocadas, apontando para um parágrafo, o qual acredita-se ser sobre o número exato de reservistas exigidos, tenha sido omitido na versão publicada do decreto de Putin no site oficial do Kremlin.

Vários especialistas na área militar no Ocidente e na Ucrânia dizem que a decisão de Putin em convocar reservistas mostra que as tropas russas estão falhando no campo de batalha na Ucrânia, mais de 7 meses após Moscou ter iniciado sua invasão.

Desde o anúncio da mobilização, mais de 2 mil pessoas foram detidas em protestos por toda a Rússia.

Fonte: BBC

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Mais aumento de preços: Yoshinoya e Misdo

Publicado em 27 de setembro de 2022, em Economia

Duas redes anunciam aumento de preços pelo mesmo motivo de todas. Veja quanto e a partir de quando.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Gyudon da rede Yoshinoya e donut com cobertura de chocolate da Misdo (HP)

Nessa onda de aumento de preços, mais duas redes anunciam os seus. Uma é a gigante do gyudon Yoshinoya, cujas tigelas e pratos passarão a custar 20 ienes a mais.

Publicidade

Por exemplo, o famoso gyudon nami mori (牛丼並盛) ou quantidade de arroz na média, passará de 388 para 408 ienes no menu. A aplicação dos novos preços começa em 1.º de outubro.

Segundo a Yoshinoya, o motivo para esse aumento foi pelo mesmo das demais empresas, ou seja, custos elevados das matérias-primas e da logística

Misdo

A Duskin, operadora da rede Mister Donut, anunciou que a partir de 25 de novembro seus produtos terão novos preços no menu e os alvos são 39 deles.

O Pon de Ring ou o donut tradicional que custam 120 passarão a 140 ienes, enquanto outros subirão 10 ienes, incluindo as tortinhas e os muffins.

Em média, os produtos custarão 10 ou 20 ienes a mais.

Portanto, que tal saboreá-los antes do aumento de preços?

Bom apetite!

Fontes: Yomiuri e JNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância