Governo pretende subsidiar custos de eletricidade, gás e gasolina para reduzir encargos das famílias

Essa proposta deverá ser colocada em prática no primeiro semestre de 2023 e o governo assumirá um ônus de cerca de 45 mil ienes por família.

Gás, eletricidade e gasolina (FNN)

O governo do Japão está com uma proposta de nova medida econômica, a ser aprovada até o final do mês, com a finalidade de reduzir os encargos das famílias, prevendo que os custos relacionados à energia – eletricidade, gás e gasolina – que deverão ter aumentos.

Publicidade

Como se prevê que o fornecimento de energia elétrica terá mais aumentos, a proposta visa assumir substancialmente o aumento da tarifa média esperado para o início de 2023, bancando 7 ienes por 1kWh.

Da mesma forma deverá subsidiar uma parte da tarifa de gás e continuará subsidiando o combustível, pelo menos até maio do ano que vem e a partir de junho irá reduzir gradualmente.

Com esses subsídios, os custos absorvidos pelo governo farão com que as famílias deixem de desembolsar cerca de 45 mil ienes nesse período do primeiro semestre, o que seria um fardo pesado.

Fonte: FNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Kishida promete mais ajuda para a Ucrânia antes do inverno

Publicado em 26 de outubro de 2022, em Sociedade

O primeiro-ministro japonês pediu à comunidade internacional que se una na imposição de sanções contra a Rússia e continue a dar suporte para a Ucrânia.

O primeiro-ministro japonês pediu à comunidade internacional que se una na imposição de sanções contra a Rússia (banco de imagens)

O primeiro-ministro o Japão, Fumio Kishida, prometeu que seu governo oferecerá mais suporte para ajudar os ucranianos a enfrentarem o inverno.

Publicidade

Kishida fez os comentários em uma mensagem por vídeo a uma conferência internacional sobre a reconstrução da Ucrânia. A reunião foi realizada em Berlim, na Alemanha, na terça-feira (25).

Ele denunciou os ataques de mísseis da Rússia e ameaças para usar armas nucleares como totalmente inaceitáveis.

O primeiro-ministro japonês pediu à comunidade internacional que se una na imposição de sanções contra a Rússia e continue a dar suporte para a Ucrânia.

Kishida indicou que além de oferecer proteção para os deslocados, o Japão também fornecerá equipamento de aquecimento e roupas.

Ele também indicou que o Japão compartilhará tecnologia para reciclar detritos, a qual o país adquiriu através da experiência do Grande Terremoto e Tsunami de Tohoku de 2011.

Kishida disse que o Japão será o líder do G7 no próximo ano e que o país vai liderar discussões internacionais em restaurar a paz e alcançar a reconstrução na Ucrânia.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros