JAL pode estar entre as primeiras a operar o avião ‘filho do Concorde’ comercialmente

Conhecido como Overture, esse jato poderá transportar 80 passageiros a velocidades de até 2,1 mil Km/h.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Overture é criação da Boom Supersonic (YouTube/Boom Supersonic)

Cerca de duas décadas após o último voo de um avião que capturou a imaginação do mundo com sua elegância e velocidade, um jato que pode assumir ser o “filho do Concorde” está tomando forma em uma instalação de desenvolvimento de ponta em Greensboro, Carolina do Norte, nos EUA.

Publicidade

Conhecido como Overture, esse jato é criação da Boom Supersonic sediada em Denver, Colorado, e pode ser em breve capaz de transportar 80 passageiros a velocidades de até Mach 1.7 (ou cerca de 2,1 mil Km/h) a uma altitude de 60 mil pés, ou 18.3Km.

Na Ásia, a primeira dessa geração dessa nova aeronave que marca um retorno ao voo supersônico provavelmente será o orgulho da Japan Airlines (JAL).

Um funcionário da companhia aérea de referência confirmou que a JAL investiu US$10 milhões na Boom em 2017 e que as duas empresas vinham trabalhando juntas no design da aeronave e para “definir a experiência de passageiros para viagem supersônica”.

A JAL tem um acordo de pré-pedido em curso para comprar 20 das aeronaves. Um dos outros lotes antecipados da linha de produção deve ser entregue para a American Airlines.

A primeira dessa geração de aeronaves supersônicas poderia voar comercialmente pela primeira vez em 2029.

“Embora haja especificações detalhadas e outras condições em termos de ‘sentimento’ geral, as exigências mínimas da JAL para a compra avançar são segurança, economia e respeito ao meio ambiente”, disse o funcionário da companhia aérea japonesa.

Fonte: South China Morning Post

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

No mês dos aumentos de preços há locais reduzindo esse ônus

Publicado em 4 de outubro de 2022, em Tome Nota

Este mês entra para a história como ‘outubro do aumento de preços’ no Japão. Mas tem locais na contramão e isso agrada os consumidores.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Interior da loja com 2 mil itens com corte de preços (ANN)

Outubro começou com aumento de preços de 6,5 mil itens alimentícios e bebidas, impactando fortemente as carteiras dos consumidores. É a primeira vez na história do Japão que ocorre um aumento nessa escala.

Publicidade

Nesse contexto, uma loja de descontos na cidade de Narashino (Chiba) está realizando uma campanha de redução de preços, cujos alvos são 2 mil itens, de necessidades diárias a eletrodomésticos. 

Fachada da loja em promoção de corte de preços (ANN)

A loja Mr Max deixa de usar dois recursos importantes para reduzir os preços. Um deles é economizar energia elétrica das geladeiras, por isso, vende as bebidas – refrigerantes, água e sucos – na prateleira comum, em temperatura ambiente. Outro é colocar as mercadorias nos cestos em quantidade gigantesca para minimizar a mão de obra na reposição. 

O gerente Hiromi Uchino, disse que “ouvimos de muitos clientes que essa onda de aumento de preços está impactando no cotidiano. Colocando esses 2 mil itens na promoção, esperamos tornar a vida mais fácil para eles”. 

Carne na chapa mais barata

Enquanto as carnes têm sofrido aumento de preços, a rede Yappari Steak, cuja sede é em Okinawa, e tem lojas espalhadas em 20 províncias, incluindo Kanto e Tokai, anunciou o contrário.

Imagem ilustrativa de carne na chapa (HP)

Desde o primeiro dia de outubro algumas carnes na chapa do menu tiveram redução de preços. Um steak de 150 gramas, cujo preço era ¥1.400 passou a ¥1.200. O outro steak, de 200 gramas, que custava 1.750 passou a 1.480 ienes.

Essa rede é conhecida por oferecer o arroz e a sopa para comer à vontade, tornando-se um dos atrativos para acompanhar as carnes na chapa.

“A situação continua difícil devido aos aumentos de preços dos ingredientes e matérias-primas e ao impacto da depreciação do iene, mas queremos entregar nosso menu principal o mais barato possível. Esperamos que as pessoas possam comer um bife delicioso e ficar bem”, disse um porta-voz da empresa. 

E enquanto algumas redes de family restaurant fecham as portas dos estabelecimentos improdutivos essa vem aumentando o número de lojas. 

Fontes: ANN e Okinawa Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância