Japão expulsa diplomata em retaliação à Rússia

O governo ordenou a um diplomata russo que deixasse o país até 10 de outubro para protestar contra a expulsão de um cônsul japonês na Rússia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O embaixador da Rússia Mikhail Galuzin foi expulso do Japão (NHK)

O ministro de Relações Exteriores do Japão, Yoshimasa Hayashi, diz que o governo ordenou a um diplomata russo que deixasse o país até 10 de outubro para protestar contra a expulsão de um cônsul japonês na Rússia.

Publicidade

Hayashi disse aos repórteres que o vice-ministro de Relações Exteriores, Takeo Mori, convocou o embaixador da Rússia no Japão, Mikhail Galuzin. Mori declarou o cônsul no Consulado-Geral da Rússia em Sapporo (Hokkaido) como pessoa non grata.

No mês passado, o Serviço Federal de Segurança da Rússia deteve um cônsul japonês em Vladivostok por alegada espionagem.

O governo russo declarou o diplomata uma pessoa non grata e ordenou que ele deixasse o país.

Hayashi disse aos repórteres que a detenção do cônsul é uma violação óbvia e grave das leis internacionais. Ele chamou a ação russa de inacreditável e absolutamente inaceitável.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Forças dos Estados Unidos e da Coreia do Sul lançam 4 mísseis

Publicado em 5 de outubro de 2022, em Ásia

Os lançamentos foram na manhã de quarta-feira com a finalidade de intimidar a Coreia do Norte.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa dos lançamentos feitos em 6 de junho pelas forças dos Estados Unidos e Coreia do Sul (Chuo Nippo)

Os exércitos dos Estados Unidos e da Coreia do Sul informaram na quarta-feira (5) que lançaram 4 mísseis Army Tactical Missile Systems (ATACMS) em direção ao Mar do Leste, chamado de Mar do Japão nas terras nipônicas.

Publicidade

O motivo foi para intimidar a Coreia do Norte pelo lançamento do Míssil Balístico de Alcance Intermediário (IRBM) no dia anterior. 

De acordo com o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul, os militares sul-coreanos e as forças americanas dispararam dois ATACMS cada um, com alvos virtuais para demonstrar a capacidade de resposta da força conjunta. 

O Estado-Maior Conjunto disse: “Demonstramos que temos a capacidade e o sistema para neutralizar a fonte da provocação, mantendo vigilância constante, independentemente de onde a Coreia do Norte esteja provocando”. 

Por outro lado, os militares sul-coreanos também lançaram um míssil balístico Hyunmoo-2 durante o fogo de resposta conjunta naquele dia, mas ocorreu um acidente em que o míssil caiu na base após realizar um voo anormal imediatamente após o lançamento.

O Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul disse que até agora não houve vítimas relacionadas a isso e que a causa exata foi identificada.

O míssil ATACMS tem um alcance de até 305,7km.

Fontes: NHK e Chuo Nippo

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância