Pesquisadores britânicos curam homem que teve Covid por 411 dias

O homem, que tinha sistema imune enfraquecido devido a um transplante de rim, contraiu covid-19 em dezembro de 2020 e continuou a testar positivo até janeiro de 2022.

Teste de antígeno positivo (ilustrativa/banco de imagens)

Pesquisadores britânicos anunciaram na sexta-feira (4) que eles curaram um homem que ficou continuamente infectado pela covid-19 por 411 dias ao analisar o código genético de seu vírus particular para encontrar o tratamento correto.

Publicidade

Infecção persistente por covid-19, que é diferente da longa Covid ou episódios repetidos da doença, ocorre em um pequeno número de pacientes com sistemas imunes já enfraquecidos.

Esses pacientes podem testar positivo por meses ou mesmo anos com a infecção “ressoando o tempo todo”, disse Luke Snell, médico especialista em doenças infecciosas no National Health Service (NHS) Foundation Trust no Guy’s and St Thomas.

As infecções podem representar uma ameaça grave porque cerca da metade dos pacientes tem sintomas persistentes como inflamação nos pulmões, disse o Dr.Snell à agência de notícias AFP, acrescentando que muita coisa continua desconhecida sobre a condição.

Em um novo estudo publicado no jornal Clinical Infectious Diseases, uma equipe de pesquisadores na Foundation Trust da NHS na Guy’s & StThoma e no King’s College London descreveram como um homem de 59 anos finalmente se recuperou da infecção após mais de 13 meses.

O homem, que tinha sistema imune enfraquecido devido a um transplante de rim, contraiu covid-19 em dezembro de 2020 e continuou a testar positivo até janeiro de 2022.

Para descobrir se ele havia contraído covid-19 várias vezes ou se era uma infecção persistente, os pesquisadores usaram uma análise genética rápida com tecnologia de sequenciamento de nanoporo.

O teste, que pode entregar resultados em menos de 24 horas, mostrou que o homem tinha uma variante anterior, a B.1, que foi dominante no fim dos anos 2020, mas desde então foi substituída por novas cepas.

Como ele teve essa variante anterior, os pesquisadores administraram uma combinação de anticorpos monoclonais Casirivimab e Imdevimab da Regeneron.

Assim como outros tratamentos com anticorpos, esse não é mais amplamente usado porque é ineficaz contra variantes mais novas como a ômicron.

Mas ele curou o homem com sucesso porque ele estava lutando contra uma variante de uma fase anterior da pandemia.

Fonte: Channel News Asia

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Aaron Carter é encontrado morto aos 34 anos

Publicado em 6 de novembro de 2022, em Notícias do Mundo

O ex-cantor infantil dos anos 90 e irmão mais novo de Nick Carter do Backstreet Boys, Aaron Carter, morreu aos 34 anos.

Aaron Carter (à esq.) e Nick Carter (à dir.) no evento de caridade “An All Star Night at The Mansion” na Mansão Playboy em julho de 2006 em Holmby Hills, Los Angeles, Califórnia (banco de imagens)

Aaron Carter, ex-cantor infantil dos anos 90 e irmão mais novo de Nick Carter do Backstreet Boys, morreu aos 34 anos, disse à rede CNN uma fonte próxima à família.

Publicidade

Um porta-voz para o Departamento do Condado do Xerife de Los Angeles disse que eles atenderam a um chamado por ajuda da casa de Carter em Lancaster, na Califórnia, na manhã de sábado (5), por volta das 11h.

Ele foi encontrado morto na banheira de sua casa, disse a fonte.

Autoridades não divulgaram mais informações sobre uma possível causa de morte.

Carter, que primeiro encontrou a fama quando garoto com músicas pop como “I Want Candy” e “Crush on You”, deixou um filho de 11 meses, Prince.

O álbum de estúdio de estreia do cantor, “Aaron Carter” foi ao ar em 1997 e ele se apresentou na abertura do show para o Backstreet Boys no início daquele ano. Seu quinto e último álbum de estúdio, “Love”, foi lançado em 2018.

Carter também era conhecido por seus papéis em shows de TV como “Lizzie McGuire” no Disney Channel e “7thHeaven”, que estreou na WB Television Network. Ele também apareceu no reality de sua família na E! Entertainment Television, “House of Carters”.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros