Consultas por segurança interna aumentam após série de roubos no Japão

Segundo uma grande companhia, a Secom, em certos dias, o número de consultas sobre segurança interna são 5 vezes maiores do que antes.

A residência de Kinuyo Oshio, de 90 anos, que foi encontrada morta (NHK)

Companhias de segurança no Japão estão vendo um aumento na demanda por consultoria após uma recente série de casos de roubos no país.

Publicidade

De acordo com uma grande companhia de segurança, a Secom, em certos dias, o número de consultas sobre segurança interna são 5 vezes maiores do que antes.

Em um caso recente, Kinuyo Oshio, de 90 anos, foi encontrada morta com suas mãos amarradas em uma casa na cidade de Komae em Tóquio no dia 19 de janeiro. Acredita-se que a vítima foi escolhida de uma lista de nomes com informação como patrimônios financeiros e estrutura familiar.

Masayuki Umemoto, chefe da Escola de Segurança do Japão, que dá palestras sobre prevenção de crimes para governos locais e escolas, disse que mais medidas preventivas são necessárias.

Umemoto sugeriu o uso de filmes nas janelas que aumentam a força do vidro, assim como dispositivos que emitem luz ou fazem barulho alto quando alguém se aproxima.

Uma fonte investigativa disse na quarta-feira (25) que o suposto chefe de uma série de roubos que ocorreram por todo o Japão desde o ano passado pode estar residindo nas Filipinas.

Acredita-se que a pessoa tenha instruído grupos online a realizarem roubos, incluindo o caso de Oshio.

Aparentemente conhecido como “Luffy” na mídia social, também acredita-se que a figura seja responsável pelo recrutamento de pessoas para o círculo de roubos, disse a fonte.

Além de investigar aqueles que realizaram os roubos, a polícia de Tóquio também está analisando a rede de comando dos incidentes, os quais ocorreram por toda a região Kanto, assim como nas províncias de Hiroshima e Yamaguchi.

No sábado (21), um membro suspeito do grupo, Rikuto Nagata, foi preso por seu alegado envolvimento em um roubo de dezembro de uma residência no distrito de Nakao em Tóquio.

Descobriu-se que Nagata, de 21 anos, tinha mensagens em seu telefone relativas ao incidente em Komae do suposto chefe usando o app de mensagens Telegram.

Na sexta-feira (20), a polícia respondeu a relatos de um veículo suspeito no bairro de Adachi de Tóquio e encontraram um carro alugado com a mesma placa daquele visto fugindo das redondezas da casa de Oshio. A polícia prendeu Nagata no dia seguinte.

Além da menção de “Komae” encontrada em mensagens em um smartphone dentro do carro alugado, vários endereços no bairro de Adachi foram citados, sugerindo que membros do grupo na área estavam planejando outros ataques.

Um relógio de marca de luxo, o qual pode ter sido roubado da casa de Oshio, também foi encontrado no carro.

De acordo com a Agência Nacional de Polícia (ANP), houve 297 casos de roubos em 2021. Desses, 106 aconteceram em lojas de conveniência e 97 em residências.

Fonte: Japan Times

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Mulher entra nos trilhos da JR revoltada pelo ‘mau atendimento’

Publicado em 26 de janeiro de 2023, em Sociedade

A mulher de minissaia e botas desceu da plataforma e caminhou sobre os trilhos do trem, mas foi presa logo em seguida, depois de causar alvoroço.

A mulher que causou alvoroço na estação de trem caminha sobre os trilhos (foto enviada por telespectador da FNN)

Ocorreu um alvoroço na estação de trem da JR em Shibuya, Tóquio, depois que foi feito um anúncio de que a operação dos trens estava temporariamente suspensa, pelos alto-falantes.

Publicidade

Enquanto isso, por volta das 15h43 de quarta-feira (25), um funcionário da estação de trem ligou para a polícia dizendo que “tem uma mulher andando nos trilhos”.

De acordo com o Departamento de Polícia Metropolitana, uma mulher na casa dos 30 anos invadiu os trilhos da estação de Shibuya e foi presa em flagrante pelos policiais que correram para o local.

A intrusa foi presa por obstrução das atividades da JR e na delegacia contou o motivo da sua atitude. “Perguntei sobre um caminho e fui mal atendida”, justificou.

Por causa desse incidente, a JR suspendeu por cerca de 8 minutos a operação das linhas Yamanote e Saikyo.  

A lacradora que se deu mal (foto cedida por telespectador da FNN)

Fonte: FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros