Calor insuportável continua na quinta-feira

Em diversos pontos do país foram confirmadas temperaturas elevadas, como nas cidades de Gifu e Toyota. Poderá chover à tarde.

Foto ilustrativa de mulher bebendo água (Wallpaper Flare)

Na quinta-feira (27) o alerta de insolação foi emitido para 32 das 47 províncias do Japão. Houve um aumento significativo da área em comparação ao dia anterior, pois até uma cidade de Hokkaido entrou na lista.

Publicidade

No dia anterior foram registradas temperaturas de quase 40 graus Celsius em várias cidades do Japão:

  • 39,7ºC em Hatoyama (Saitama)
  • 39,4ºC em Isesaki (Gunma)
  • 39,2ºC em Tajimi (Gifu) e em Toyota (Aichi)
  • 39,1ºC em Kumagaya e Koshigaya (Saitama) e Gifu (prov. homônima)
  • 38,9ºC em Kiryu e Maebashi (Gunma) e Quioto (prov. homônima)

Na quinta-feira, a área de calor perigoso aumentou. De Kanto a Kyushu, incluindo Hokuriku, a população deve redobrar os cuidados durante o dia, pois às 9h a temperatura nas cidades de Toyota e Okazaki (Aichi) e Tsu (Mie) era de 31ºC. 

Quando a temperatura chega a 31ºC ou mais, o governo pede que não se faça exercício físico ao ar livre porque coloca a vida em risco

A recomendação para quinta-feira é de cuidado com as condições climáticas, pois durante a manhã o sol brilha forte mas poderá ter chuvas ocasionais à tarde. Poderá ocorrer repentina chuva forte, acompanhada de trovoadas, rajadas de vento e até granizo.

As províncias em vermelho são as sob alerta de insolação (Gov.)

Fontes: NHK, Gov., JNN e Tenki

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Sinéad O’Connor, cantora de Nothing Compares 2 U, morre aos 56 anos

Publicado em 27 de julho de 2023, em Notícias do Mundo

Sua família anunciou a notícia ‘com grande tristeza’, dizendo estar devastada. A causa da morte não foi publicada.

Sinead O’Connor no amfAR Inspiration Gala, Chateau Marmont, West Hollywood, em 2021 (bancoe imagens)

A cantora irlandesa e ativista Sinéad O’Connor morreu aos 56 anos de idade.

Publicidade

Sua família anunciou a notícia “com grande tristeza”, dizendo, “seus familiares e amigos estão devastados”. A causa da morte não foi publicada.

Ela era mais bem conhecida pelo single Nothing Compares 2 U, lançado em 1990, que chegou à posição número 1 e deu fama mundial à cantora.

Nascida Sinéad Marie Bernadette O’Connor em Glenageary, Condado de Dublin, em dezembro de 1966, a cantora teve uma infância difícil.

Quando adolescente, ela foi colocada no Centro de Treinamento An Grianan de Dublin, que já havia sido uma das notáveis Lavanderias de Madalena, originalmente estabelecidas para encarcerar jovens garotas consideradas promíscuas.

Uma freira comprou uma guitarra para O’Connor e arranjou um professor de música para ela, o que levou ao lançamento de sua carreira musical.

O’Connor lançou seu primeiro álbum criticamente aclamado The Lion And The Cobra (O Leão e a Cobra) em 1987, que entrou nas top 40 nos Reino Unido e EUA.

Sua sequência foi I Do Not Want What I Haven’t Got, que incluía Nothing Compares 2 U.

O’Connor, que era sincera em suas posições sociais e políticas, lançou 10 álbuns de estúdio entre 1987 e 2014.

Em 1991 ela foi nomeada artista do ano pela revista Rolling Stone e levou para casa o Prêmio Britânico por artista solo feminina internacional.

No ano seguinte, um de seus mais notáveis eventos da carreira ocorreu quando ela rasgou uma foto do Papa João Paulo II no programa Saturday Night Live da TV dos EUA, onde ela era a cantora convidada.

Após uma apresentação à capela de War de Bob Marley, ela olhou para a câmera e disse “combata o inimigo real”, um protesto contra abuso sexual infantil na Igreja Católica.

Suas ações resultaram em ser proibida para sempre de se apresentar na rede NBC e protestos contra ela nos EUA, que viu cópias de seus álbuns destruídas na Times Square de Nova Iorque.

Não me arrependo do que fiz. Foi brilhante”, disse ela em uma entrevista junto ao New York Times em 2021.

O último álbum de O’Connor, I’m Not Bossy, I’m The Boss, foi lançado em 2014.

Convertida ao islã em 2018, a cantora de Dublin mudou seu nome para Shuhada’ Sadaqat, mas continuou a atuar sob seu nome de nascimento. Ela lançou um livro de memórias, Rememberings, em 2021.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!