Mulher inconsciente pelo afogamento na praia em Hamamatsu

A mulher, já inconsciente, foi encontrada e resgatada por dois garotos que estavam na praia.

Praia Kanzanji Sun, em Hamamatsu, onde ocorreu o afogamento (SBS TV)

Por volta das 11h55 de segunda-feira (17), feriado, a polícia recebeu um telefonema de uma ocorrência na praia Kanzanji Sun, em Nishi-ku, cidade de Hamamatsu (Shizuoka).

Publicidade

Segundo o Corpo de Bombeiros e polícia, uma mulher de 53 anos, residente em Naka-ku, da mesma cidade, foi levada às pressas para o hospital, já inconsciente e seu estado é grave.

A polícia está investigando a causa detalhada, incluindo a condição física da mulher na ocasião do afogamento. Ela estava na praia com seus familiares.

De acordo com dois garotos do terceiro ano ginasial que a resgataram, quando a vítima de afogamento foi encontrada estava flutuando de bruços em um lugar raso, com o rosto na superfície do mar e estava com a boca espumando.

Fontes: Shizuoka Shimbun, SBS e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Novo medicamento contra o Alzheimer reduz o ritmo da doença

Publicado em 18 de julho de 2023, em Notícias do Mundo

O medicamento donanemab está sendo considerado um ponto decisivo na luta contra o Alzheimer, após um teste global ter confirmado que ele desacelera o declínio cognitivo.

O medicamento funciona na doença de Alzheimer, mas não em outros tipos de demência (ilustrativa/banco de imagens)

Um novo medicamento, o donanemab, está sendo considerado um ponto decisivo na luta contra o Alzheimer, após um teste global ter confirmado que ele desacelera o declínio cognitivo.

Publicidade

O medicamento composto por anticorpos auxilia nos estágios iniciais da doença ao desobstruir uma proteína que se forma no cérebro de pessoas com esse tipo de demência.

Embora não seja uma cura, órgãos de caridade dizem que os resultados no jornal JAMA marcam uma nova era em que o Alzheimer pode ser tratado.

O medicamento funciona na doença de Alzheimer, mas não em outros tipos de demência, como a vascular.

Nos ensaios clínicos, parece que o medicamento desacelerou o ritmo da doença em cerca de um terço, permitindo às pessoas manterem mais de suas tarefas diárias, como fazer as refeições e desfrutar de um hobby.

O donanemab, produzido pela Eli Lilly, funciona da mesma forma que o lecanemab – desenvolvido pelas empresas Eisai do Japão e Biogen dos EUA – que foi notícia em todo o mundo quando provou-se que ele reduz o ritmo da doença.

Embora extremamente promissores, esses medicamentos não são tratamentos livres de riscos.

Inchaço do cérebro foi um efeito colateral comum em até um terço dos pacientes no teste com o donanemab. Para a maioria, isso se resolveu sem causar sintomas. Entretanto, 2 voluntários, e possivelmente um terceiro, morreram como resultado de inchaço perigoso do cérebro.

Um outro medicamento com anticorpos contra Alzheimer, chamado aducanumab, foi recentemente rejeitado por reguladoras europeias por preocupações com a segurança e falta de evidência, o qual não foi eficaz o suficiente para os pacientes.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!