Carlos Ghosn processa Nissan e pede indenização de 147 bilhões de ienes

O ex-presidente da Nissan, ainda considerado réu no Japão, alega danos à sua reputação e pede indenização bilionária.

Foto de arquivo de Carlos Ghosn (NHK)

O ex-presidente da Nissan Motor, Carlos Ghosn, entrou com uma ação judicial contra a montadora e também contra as pessoas relacionadas, pedindo mais de 1 bilhão de dólares americanos, aproximadamente 147 bilhões de ienes na conversão, alegando danos à sua reputação, além de fabricação de provas e prejuízos psicológicos.

Publicidade

O julgamento teve início na segunda-feira (18), horário local, em um tribunal de Beirute, capital do Líbano, país para onde fugiu do Japão e reside desde então.

Ele alega que a acusação e prisão em 2018 foram resultado de uma conspiração entre os promotores e a Nissan. Os procedimentos preliminares para o julgamento foram realizados com a presença dos advogados de ambas as partes.

Carlos Ghosn foi acusado de violação da Lei de Instrumentos Financeiros ao subestimar sua remuneração nos relatórios de valores mobiliários, enquanto ocupava o cargo.

Saiu da penitenciária sob fiança e conseguiu fugir do Japão em dezembro de 2019, usando um serviço privado para voar ao Oriente Médio para se instalar no Líbano, um dos países que tem cidadania.

Há três anos, a Nissan Motor entrou com uma ação judicial contra o ex-presidente Ghosn, pedindo aproximadamente 10 bilhões de ienes em indenização por danos à empresa.

Fontes: NHK e Yomiuri

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Primeira ‘luta livre profissional’ é realizada dentro de trem-bala no Japão

Publicado em 19 de setembro de 2023, em Sociedade

Uma batalha feroz se revelou durante o evento dentro do vagão do trem que partiu de Tóquio com destino a Nagoia.

Os 75 lugares disponíveis no vagão do trem foram vendidos em questão de minutos (YouTube/Tokyo TV)

Uma história foi feita na segunda-feira (18) com o primeiro evento de “luta profissional em trem-bala” realizado dentro de um dos vagões no Nozomi 371 da Tokaido Shinkansen que partiu da estação de Tóquio.

Publicidade

Uma batalha feroz se revelou durante o evento com destino à estação de Nagoia (Aichi).

Esse evento fez uso do serviço de vagão fretado oferecido pela JR Tokai e realizado com regras especiais como “não danificar o equipamento do trem” e “não manchar o interior com suor”.

Os 75 lugares disponíveis no trem foram vendidos em 30 minutos.

Fonte: News on Japan

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!