Brasileira é presa como suspeita de violação da Lei da Imigração

Ela teria encaminhado através da empreiteira onde trabalha, pessoas em situação ilegal no país.

Foto ilustrativa de viatura da polícia (Wikimedia)

Na quarta-feira (11) foi divulgada a prisão de uma brasileira pela Divisão de Relações Exteriores da Polícia da Província de Gunma e a Delegacia de Oizumi.

Publicidade

Segundo o boletim, a brasileira, 43 anos, cujo nome não foi divulgado, é residente em Oura-cho (Gunma) e funcionária de uma empreiteira situada em Oizumi.

Teria encaminhado 4 vietnamitas, de ambos os sexos, para trabalharem em uma fábrica de equipamentos de jogos na cidade de Midori (Gunma), no período de 21 de junho a 12 de setembro deste ano.

Acontece que a polícia descobriu que os 4 vietnamitas estavam em situação de ilegalidade, portanto, a brasileira é suspeita de ter promovido o emprego ilícito, violando a Lei de Imigração

De acordo com a polícia de Gunma, a funcionária brasileira admitiu a suspeita. Ela é responsável pelas funções de gestão e contratação de pessoal para a empreiteira.

Fonte: Jomo News

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Preso por ameaçar advogada transgênero

Publicado em 11 de outubro de 2023, em Sociedade

O preso como suspeito teria enviado vários e-mails ameaçando a advogada de morte.

Advogada que defende os direitos humanos das pessoas LGBTQ (FNN)

A polícia de Osaka informou sobre a prisão de um japonês, 38 anos, desempregado e residente em Shinagawa-ku, Tóquio, na terça-feira (10), por ameaçar a advogada assumida transgênero, Shun Nakaoka, inscrita na Ordem dos Advogados de Osaka.

Publicidade

Uma de suas atividades como advogada é defender os direitos humanos das pessoas LGBTQ.

“Se ele é o culpado, quero que pague por isso. Quero que ele pare de caluniar e intimidar as pessoas trans”, disse a advogada depois que soube da prisão.

Em junho deste ano, ela registrou uma queixa na polícia de Osaka por ter recebido 9 e-mails de ameaça, nos quais estavam escritos que iria esfaqueá-la e matá-la.

Depois de ter declarado que fez a denúncia, a advogada recebeu um outro pedindo desculpas pelo comportamento ameaçador.  

Na delegacia, o japonês teria admitido o que fez. 

Fontes: Yomiuri e FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Aprenda NIHONGO com o Kumon!