BYD inicia construção de instalações de produção de veículos elétricos no Brasil

A companhia chinesa quer construir um total de 3 instalações de produção em um antigo local industrial da Ford na Bahia.

Para a BYD, as instalações na Bahia não são os primeiros locais de produção no Brasil (banco de imagens)

A BYD iniciou oficialmente a construção de suas novas instalações de produção no Brasil.

Publicidade

Em um antigo terreno industrial da Ford na Bahia, a BYD estaria construindo uma planta para veículos elétricos e híbridos, uma para chassi de ônibus e caminhões elétricos e uma terceira destinada a processar lítio e fosfato para o mercado internacional.

A planta deve iniciar produção entre o fim de 2024 e início de 2025, um pouco depois do anunciado, de acordo com um novo comunicado do governo da Bahia. Uma capacidade de produção anual de 150 mil carros elétricos e híbridos está inicialmente planejada, o que pode depois dobrar para 300 mil.

A BYD está investindo R$3 bilhões na conversão do local no parque industrial de Caçamari. De acordo com o governo local, a construção criará imediatamente 5 mil empregos. Em troca, o governo do estado da Bahia concederá à empresa chinesa isenção fiscal nos próximos 10 anos.

Além dessas instalações, a BYD estabelecerá um centro de pesquisa e desenvolvimento na região para torná-la um polo de tecnologia. De acordo com a mídia local, um dos principais objetivos do polo é desenvolver tecnologia híbrida flex que pode combinar etanol com veículos elétricos.

Para a BYD, as instalações na Bahia não são os primeiros locais de produção no Brasil. A companhia já fabrica chassi de ônibus elétrico em Campinas, no estado de São Paulo, e opera uma planta de montagem de bateria de lítio-fosfato de ferro em Manaus, no Amazonas.

Fonte: Electrive

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Ambulância com paciente atrasa pelo acidente e ela morre no hospital

Publicado em 12 de outubro de 2023, em Sociedade

A mulher já estava com parada cardiorrespiratória depois de desmaiar no trabalho.

Foto meramente ilustrativa de ambulância (Wikimedia)

A sede do Corpo de Bombeiros de Otokuni (Quioto), informou na quarta-feira (11), que, por causa de um acidente com a ambulância, atrasou o transporte de uma paciente na faixa dos 50 anos, que estava com parada cardiorrespiratória.

Publicidade

Segundo a informação, o atraso foi de 3 minutos para chegar ao hospital, onde ela foi declarada morta. Por causa disso, a sede apresentou desculpas à família enlutada.

Segundo a sede desse Corpo de Bombeiros, às 6h48 do dia anterior, entrou uma chamada pelo 119, de uma empresa da cidade de Nagaokakyo (Quioto), informando que a trabalhadora havia desmaiado e estava inconsciente. 

Foi enviada uma ambulância da unidade Higashi do Corpo de Bombeiros de Nagaokakyo. Às 7h19, ao tentar parar para verificar o eletrocardiograma, em Terado-cho, o retrovisor esquerdo da ambulância bateu em um poste. 

O veículo ficou parado por cerca de 3 minutos para relatar o acidente à polícia.

Fonte: Kyoto Shimbun

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!