Universidades do Japão sobem no ranking em pesquisa global da revista Times

A revista analisou 1.904 instituições em 108 países e regiões, avaliando seus desempenhos em 5 áreas incluindo pesquisa, perspectiva internacional e transferência de conhecimento.

Auditório Yasuda da Universidade de Tóquio (banco de imagens)

Várias universidades japonesas subiram no ranking mais atual publicado pela revista britânica Times Higher Education, com a de Tóquio progredindo para o 29º lugar, a posição mais alta para uma instituição japonesa desde 2015.

Publicidade

No World University Rankings 2024, a Universidade de Tóquio subiu do 39º lugar no ranking anterior enquanto a de Quioto saltou da 68ª para a 55ª posição.

A revista diz que a subida notável de instituições japonesas nos rankings foi devido a uma recém-adicionada métrica sobre patentes.

A Universidade de Tohoku, a Universidade de Osaka e o Instituto de Tóquio de Tecnologia também estavam entre instituições com classificação mais alta devido ao novo indicador que recompensa contribuições para patentes.

A revista analisou 1.904 instituições em 108 países e regiões, avaliando seus desempenhos em 5 áreas incluindo pesquisa, perspectiva internacional e transferência de conhecimento.

As 10 primeiras posições foram conquistadas por instituições britânicas e americanas, com a Universidade de Oxford do Reino Unido em primeiro lugar e a Universidade Stanford nos EUA em segundo.

A Universidade de Tsinghua da China a de Pequim ficaram em 12º e 14º lugares respectivamente.

De acordo com um representante da Times, ligações entre universidade e indústria são fortes no Japão, facilitando colocar pesquisa de universidade em prática.

Contudo, universidades japonesas tiveram a tendência de classificação fraca em indicadores relacionados à perspectiva internacional e produção de pesquisa geral, com a revista citando que o Japão “enfrenta alguns desafios reais relacionados a sua competitividade internacional”.

Fonte: Japan Today

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Nova taxa para turistas que visitam Miyajima entra em vigor

Publicado em 2 de outubro de 2023, em Artigos de Turismo

Autoridades da cidade de Hatsukaichi (Hiroshima) dizem que a nova taxa ajudará a manter Miyajima um destino turístico sustentável.

O torii flutuante em Miyajima, província de Hiroshima (banco de imagens)

Visitantes em Miyajima, lar para o local de Partimônio Mundial da UNESCO, o Santuário Itsukushima, começaram a pagar uma taxa para a cidade de Hatsukaichi com início no domingo (1º).

Publicidade

Uma passagem de ferry para a ilha na província de Hiroshima agora inclui uma taxa de ¥100.

Residentes em Miyajima e pessoas que trabalham ou estudam no local não serão cobrados.

Autoridades da cidade dizem que a nova taxa ajudará a manter Miyajima um destino turístico sustentável.

Eles esperam que a taxa gere ¥104 milhões (US$700 mil) em receitas até o fim do atual ano fiscal que termina em março.

As autoridades dizem que o dinheiro será usado na manutenção de toilets e terminais de ferry, assim como para mover cabos de energia subterrâneos.

Cerca de 2,93 milhões de pessoas visitaram Miyajima de janeiro a agosto deste ano. O número é cerca de 90% do nível antes da pandemia de coronavírus.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!