Primeiro avião de fabricação chinesa faz estreia global

O C919 fez sua estreia internacional no Singapore Air Show, a maior exibição comercial aeroespacial e de defesa na Ásia.

O C919 realizou um voo de demonstração na terça-feira, 20 de fevereiro (Wikimedia Commons/Weimeng)

O avião de passageiros da China fez sua estreia internacional no Singapore Air Show (SAS), a maior exibição comercial aeroespacial e de defesa na Ásia.

Publicidade

O C919 realizou um voo de demonstração na terça-feira (20). Visitantes se aglomeraram no espaço de exibição para ver a aeronave e saber sobre suas especificações.

Dizem que o avião chinês será uma rival em potencial para o Airbus A320 e o Boeing 737. Espera-se que a China lance uma apresentação de vendas internacional.

A Agência de Aquisição, Tecnologia e Logística do Ministério da Defesa do Japão está participando do SAS pela primeira vez.

Seus estandes destacam 13 empresas, cujos representantes estão promovendo sua tecnologia usando modelos e outros equipamentos.

Cerca de mil expositores de mais de 50 países e regiões estão participando do SAS. O evento continuará até 25 de fevereiro.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Desmantelamento do LockBit, coordenada pela Europol e FBI, teve colaboração do Japão

Publicado em 21 de fevereiro de 2024, em Notícias do Mundo

Europol, FBI mais autoridades policiais de 14 países desmantelaram o nocivo LockBit e a polícia do Japão ajudou a restaurar os dados das organizações atacadas.

Imagem meramente ilustrativa de ransomware (Wikimedia)

Na terça-feira (20), a Operação Cronos, coordenada pela Europol e FBI, e dirigida pela Agência Nacional do Crime do Reino Unido, informou que prendeu 2 elementos e desmantelou o LockBit, um grupo internacional de hackers que usava ransomware, considerado um dos mais nocivos do mundo.

Publicidade

Com essa operação foram congeladas mais de 200 contas de ativos criptográficos, pois foi possível derrubar os 34 servidores em diversos países, além da captura de 2 pessoas, na Polônia e na Ucrânia.

No total, as autoridades policiais de 14 países participaram da operação: França, Alemanha, Países Baixos, Suécia, Austrália, Canadá, Japão, Reino Unido, EUA, Suíça, Finlândia, Polônia, Ucrânia e Nova Zelândia.

Durante o curso desta investigação, a Agência Nacional de Polícia do Japão (NPA) desenvolveu o primeiro método do mundo para restaurar dados que ficaram inutilizáveis ​​devido aos ataques LockBit, ajudando a Europol.

Imagem cedida para a NHK pela Mitsui Bussan Secure Direction, sobre a Operação Cronos

Nos últimos anos, o grupo tem sido indiscriminado nos seus alvos em todo o mundo, incluindo organizações japonesas, como um hospital em Tokushima, Porto de Nagoia e empresas da iniciativa privada. 

Esse grupo Lockbit iniciou suas atividades por volta de 2019. Os hackers invadiam os sistemas das empresas e criptografavam os dados, depois ameaçaram divulgar as informações e exigiram compensação pela sua restauração. Só no Japão, causou mais de 100 incidentes desde 2021.

A Europol disse que os danos causados somam bilhões de euros em todo o mundo. As autoridades policiais dos EUA dizem que os membros indiciados incluem cidadãos russos que estiveram envolvidos em ataques ao Japão, aos Estados Unidos e a outros países.

De acordo com Yuu Arai, especialista em segurança do NTT Data Group, acredita-se que o LockBit esteja envolvido em mais de 970 casos de ataque, ou cerca de 20%, dos aproximadamente 4,5 mil de ransomware confirmados em todo o mundo no ano passado.

Fontes: NHK, Yomiuri e EuroNews

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!