Quais são as placas dos carros mais visadas pelos ladrões

No Japão, não são só os carros de luxo que são alvo dos malfeitores, mas também as placas. Veja o motivo e os números mais visados.

Foto meramente ilustrativa de placas de carros japoneses (PM)

O que não faltam são os noticiários informando sobre furtos de carros de luxo no Japão. Mas, não só os veículos, mas também as placas.

Publicidade

Verificando as estatísticas, no ano passado foram furtados 14.310 tipos de peças de veículos em todo o país, dos quais 6.311 foram placas. É assustador saber que foi quase a metade. Em 2008 o número de furtos era de cerca de 30% desse total.

Motivos para os furtos de placas

Segundo o Web Car Top, um dos motivos é que as vendas no exterior têm aumentado. Ao dar uma olhada no site eBay verá muitas placas japonesas, algumas imitações, mas outras genuínas. Qualquer japonês ao ver as placas notaria rapidamente quais são as falsas porque os ideogramas são diferentes, como por exemplo, ao invés de Nagano está escrito Nonaga, o que nem faz sentido. Em outros países, são vendidas em lojas e feiras de artesanato e fazem sucesso.

Reprodução de um vendedor de par de placas de carros japoneses, no eBay

Muitas dessas placas são compradas no exterior para personalizar os carros JDM (Japanese Domestic Market), por isso, o par dianteiro e traseiro são os mais cotados, como se fossem acessórios. 

Números mais cotados

Basicamente, as placas devem ser devolvidas quando pedir para sucatear o carro ou no procedimento de troca de nome. Veículos que não passam por inspeção veicular ou pagam imposto podem ser comprados com as placas ainda anexadas e levados legalmente para o exterior. 

Deve haver ladrões especializados em furtos de placas dos veículos para enviá-las ao exterior. Mas, antes elas passam por um processo de transformação no Japão, por isso têm os números mais visados.

Placas luminosas sendo vendidas no eBay, bem cotadas no exterior

São as que possuem os números 1, 3, 8 e 9, que podem ser facilmente transformadas. Ou seja, adicionando ou subtraindo apenas uma pequena parte desses números, se transformam, como o 3 vira 8, o 9 vira 0 e assim por diante.

O que fazer para proteger as placas

Cada pessoa tem seus números preferidos e muitos escolhem as placas do seu carro a dedo. Por isso, a recomendação é: além de proteger o carro, deve também zelar pelas placas.

Afinal, se forem furtadas perderá um tempo para registrar um B.O., depois fazer os procedimentos.

Como existem parafusos especiais, antifurtos, a dica é usá-los. Afinal, os ladrões querem agir rápido, por isso, se for trabalhoso, desistirá. 

Vale a pena trocar só os parafusos!

Caso queira dar uma olhada na Amazon, seguem abaixo 3 opções, todas com preço inferior a 2 mil ienes:

Fontes: Web Car Top e Amazon

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Empresária é condenada à morte por fraude de US$ 27 bilhões no Vietnã

Publicado em 12 de abril de 2024, em Ásia

Truong My Lan, de 67 anos, foi considerada culpada por desvio, suborno e violações de regras bancárias.

Cédulas de dongs vietnamitas (ilustrativa/banco de imagens)

Uma proeminente magnata das propriedades foi condenada à morte pelo seu papel no maior caso de fraude na história do Vietnã.

Publicidade

Truong My Lan, presidente da empresa imobiliária Van Thinh Phat, foi considerada culpada por fraude, suborno e violações de regras bancárias na quinta-feira (11), em um caso que chocou o Vietnã.

Um total de US$12,5 bilhões foram desviados, o equivalente a quase 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do Vietnã, mas promotores disseram na quinta-feira que os danos totais causados pelo esquema agora chegavam a US$27 bilhões.

“As ações da ré erodiram a confiança das pessoas na liderança do Partido Comunista e estado” de acordo com o veredito no julgamento na cidade de Ho Chi Minh.

Lan foi considerada culpada por extorquir dinheiro do Saigon Commercial Bank (SCB) ao longo de uma década. Ela vinha sendo julgada junto com outras 85 pessoas, incluindo ex-banqueiros centrais e funcionários do governo, assim como ex-executivos do banco.

O julgamento faz parte de uma repressão nacional contra corrupção liderada pelo secretário-geral do Partido Comunista do Vietnã, Nguyễn Phú Trọng.

A campanha, que também é conhecida como “Blazing Furnace” (Fornalha Ardente) e foi intensificada nos últimos anos, levou ao indiciamento de milhares de pessoas, assim como a renúncia de 2 presidentes e 2 vice-primeiros-ministros.

Lan, que foi presa em outubro de 2022, negou as acusações. Um parente de Lan disse à agência de notícias Reuters antes do veredito que ela apelaria. A sentença de morte é uma punição excepcionalmente severa para um caso de corrupção.

A mídia estatal divulgou na semana passada que Lan disse no tribunal que ela havia se juntado à indústria bancária sem experiência suficiente e culpou uma “falta de compreensão sobre assuntos legais”.

Ela disse que havia “pensado em morte” em desespero, e pediu clemência ao tribunal para seu marido, um empresário de Hong Kong, e sobrinha que estavam sendo julgados como comparsas.

Os vereditos anunciados na quinta-feira seguiram um julgamento de 5 semanas que foram cobertos em grandes detalhes na rigorosamente controlada mídia estatal vietnamita.

Documentos relacionados ao julgamento, mantidos em 105 caixas, pesavam 6 toneladas, de acordo com o site VN Express, o qual divulgou que autoridades haviam instalado câmeras de segurança a fim de proteger evidência antes das audiências.

Mais de mil propriedades de Lan foram apreendidas e cerca de 2,7 mil indivíduos foram convocados para o julgamento, que incluiu 200 advogados.

 
 Fonte: The Guardian

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - promoção Torcida BB!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!