Risco de deslizamentos no oeste do Japão, calor intenso em amplas áreas

Uma massa de ar quente e úmida está fluindo em direção a uma frente chuvosa sobre o oeste do arquipélago, deixando as condições atmosféricas muito instáveis na região.

Chuva com trovoadas no oeste do Japão até a terça-feira (25), alerta a AMJ (NHK)

Autoridades do clima no Japão estão prevendo forte chuva com trovoadas no oeste do Japão até a terça-feira (25) e pedem vigilância contra deslizamentos.

Publicidade

Segundo a Agência de Meteorologia do Japão (AMJ), uma massa de ar quente e úmida está fluindo em direção a uma frente chuvosa sobre o oeste do arquipélago. Eles dizem que isso deixou as condições atmosféricas muito instáveis na região.

A frente climática trouxe chuva pesada intermitente para o sul de Kyushu.

A AMJ disse que a frente deve se mover ao sul para águas ao largo da ilha principal de Honshu, e então permanecerá em torno do sul de Kyushu.

Até 150mm de chuva devem cair em Kyushu nas 24 horas até a manhã de terça-feira, até 130mm no norte de Kyushu e 80mm para a região Kinki.

A AMJ alerta que mesmo um pouco mais de chuva pode aumentar os riscos de deslizamentos porque o solo já pode estar saturado em algumas áreas.

Eles estão pedindo às pessoas que fiquem em alerta contra riscos de deslizamentos, inundações em áreas baixas, transbordamento de rios, quedas de raios, rajadas de ventos violentas como tornados e granizo.

A AMJ também está pedindo às pessoas no leste do Japão e em outros lugares que estejam vigilantes contra insolação nesta segunda-feira.

As temperaturas passaram dos 35ºC na cidade de Shizuoka (província homônima) na região Tokai pela manhã. A agência também subiria na região Kanto.

A AMJ e o Ministério do Meio Ambiente emitiram um alerta de insolação para as províncias de Ibaraki e Kagoshima e a região de Yayeyama em Okinawa.

As pessoas devem ter cuidado extra para prevenir insolação ao usar o ar-condicionado de forma apropriada, beber água frequentemente, evitar trabalhar e se exercitar ao ar livre por longos períodos e descansar satisfatoriamente.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japão tem a maior proporção de mulheres sem filhos entre países da OCDE

Publicado em 24 de junho de 2024, em Notícias do Mundo

Segundo relatório da OCDE, 28,3% das mulheres nascidas em 1975 no Japão não têm filhos, a proporção mais alta entre países membros.

A taxa total de fertilidade do Japão foi de 1.26, abaixo da média da OCDE (ilustrativa/banco de imagens)

De acordo com um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), 28,3% das mulheres nascidas em 1975 no Japão não têm filhos, a proporção mais alta entre países membros.

Publicidade

A OCDE divulgou o relatório em 20 de junho. Após o Japão, a Espanha registrou uma taxa de 23,9% e a Itália 22,5%.

Por outro lado, Portugal registrou a taxa mais baixa, a 8,9%, seguido pelos EUA com 10,3%. Entre países que não são membros, a China teve uma taxa de 4,91%.

A “taxa total de fertilidade” que indica o número médio de filhos que um mulher poderá ter em sua vida, foi de 1.5 entre países da OCDE em 2022, significantemente baixa dos 3.3 em 1960. A taxa total de fertilidade do Japão foi de 1.26, abaixo da média da OCDE.

O relatório enfatiza a necessidade de suporte compreensivo para balancear trabalho e cuidados com os filhos.

Fonte: News on Japan, NTV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!