Quer aprender a essência da cozinha japonesa? Tem curso online

Um curso online oferece um excelente programa de aprendizado da gastronomia japonesa em 2 idiomas. Mas, agora estreou em japonês também.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Muito além do sashimi: espírito, filosofia, instrumentos, aulas práticas e umami em 10 módulos (Manabi)

Desde julho do ano passado um curso da essência da gastronomia japonesa usa a plataforma e-learning para ensinar alunos do mundo todo, desde alunos de gastronomia a chefs. Era somente em inglês e em chinês, mas essa plataforma agora passa a oferecer em japonês também.

Publicidade

Trata-se de um curso básico, cujo currículo foi aprovado pelo Ministério da Agricultura, Florestas e Pescas aprovado no começo de 2016, de acordo com as diretrizes para a certificação de habilidades culinárias japonesas no exterior. Portanto, o estudante online poderá obter o certificado bronze com a conclusão do curso.

Cinco renomados mestres da arte culinária tradicional japonesa (Manabi)

Essa certificação é destinada aos chefs e cozinheiros estrangeiros ou estudantes de gastronomia e culinária.

Nessa plataforma se pode aprender o básico da culinária japonesa autêntica a qualquer momento, em qualquer lugar com um terminal de smartphone ou tablet, sem precisar ir a uma escola física de culinária.

Foi produzido pela Japanese Culinary Academy com 5 mestres renomados, os quais explicam tudo em detalhe, desde o espírito, a filosofia, ao uso dos instrumentos e as formas de preparo. Além de tudo isso aprenderá o que é umami.

O curso tem um dos 11 módulos gratuito e teste no final para obtenção do certificado. Nesse gratuito os mestres explicam sobre o espírito da tradicional culinária japonesa. 

O curso em japonês está com desconto de 55 mil por 33 mil ienes, por tempo limitado, o qual pode ser assistido inúmeras vezes, durante um ano. Caso já tenha estudado culinária japonesa pode comprar lições avulsas. Toque aqui para abrir a página do curso online.

Fonte: divulgação 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

China registra 17 novos casos de vírus misterioso

Publicado em 20 de janeiro de 2020, em Ásia

Especialistas estão preocupados com a disseminação da doença durante o período de viagens em massa no feriado de Ano Ano Novo chinês.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Acredita-se que o surto tenha se originado no mercado de frutos de mar Huanan em Wuhan (NHK World)

Autoridades chinesas estão intensificando esforços para conter o surto de um novo vírus antes do feriado de Ano Novo chinês em meio a temores de disseminação para outros países.

Publicidade

Dezessete novos casos do coronavírus similar ao Sars (síndrome respiratória aguda grave) foram confirmados no domingo (19) pelas autoridades da saúde em Wuhan, cidade onde o surto se originou, incluindo três pacientes que estão em condição grave.

A nova estirpe causa alarme em razão de sua conexão à Sars, a qual matou mais de 750 pessoas globalmente em 2002 e 2003.

Somando às preocupações está a iminente movimentação de centenas de milhões de chineses que viajarão para visitar familiares durante o feriado que tem início na próxima semana, aumentando o potencial para o vírus se espalhar para mais longe.

“Nossa comissão aumentará nossa guarda durante o festival de primavera, prestará atenção ao desenvolvimento e mudança da epidemia, e direcionará a implementação de prevenção e medida de controle”, disse a comissão nacional de saúde da China no domingo a qual também disse acreditar que o surto pode ser controlado.

Dos 17 novos casos confirmados em Wuhan, três foram descritos como graves e a saúde de dois pacientes estava tão crítica que tiveram que ser transferidos, disseram autoridades.

Duas pessoas morreram em decorrência do vírus em Wuhan, a maior cidade na central da China. Três casos foram confirmados no exterior – dois na Tailândia e um no Japão, envolvendo pessoas tanto de Wuhan ou que visitaram recentemente a cidade.

O vírus infectou 62 pessoas em Wuhan, com oito em condição grave, 19 se curaram e tiveram alta do hospital, e o restante continua em isolamento onde estão recebendo tratamento. A faixa etária dos infectados é de 30 a 79 anos.

A Organização Mundial da Saúde – OMS disse no domingo que alguns dos novos casos não pareceram estar ligados ao mercado de frutos do mar de Huanan, a fonte suspeita do surto.

“O fato de que três casos foram exportados para a Tailândia e Japão sem conexão com o mercado de Huanan sugere que o vírus se espalhou além de Huanan para a comunidade”, disse à agência Reuters David Hui, professor de medicina respiratória na Universidade China de Hong Kong.

O vice-prefeito de Wuhan, Chen Yanxin, disse que a fiscalização seria intensificada em grandes eventos e o número de concentrações públicas seria reduzido, divulgou a mídia estatal. Desde 14 de janeiro, oficiais da cidade estão usando termômetros infravermelhos em aeroportos, ferrovias e outras rotas que levam à cidade para examinar passageiros, mas a tarefa está sendo dificultada por ser o pico da temporada de influenza.

Chen disse que passageiros com febre estão sendo registrados, recebendo máscaras e levados a instituições médicas, com cerca de 300 mil medições de temperatura corporal aferidas, de acordo com a CCTV.

Cientistas no Centro MRC para Análise de Doenças Infecciosas Globais no Imperial College de Londres disseram em um jornal publicado na sexta-feira (17) que o número de casos na cidade provavelmente estaria perto dos 1.700 – bem mais alto do que o oficialmente identificado.

Nenhuma transmissão humano para humano foi confirmada até agora, mas a comissão de saúde Wuhan havia dito anteriormente que a possibilidade “não pode ser excluída”.

Autoridades em Hong Kong intensificaram as medidas de detecção, incluindo medições de temperatura rigorosas em pontos de verificação para viajantes que vêm da ilha principal da China.

Os EUA disseram que a partir de sexta-feira começariam a examinar voos diretos que chegam de Wuhan no aeroporto de São Francisco e no JFK de Nova Iorque, assim como no de Los Angeles, onde muitos voos fazem conexão.

A Tailândia disse que já estava verificando passageiros chegando a Bangkok, Chiang Mai e Phuket e que em breve introduziria controles similares em Krabi.

No Aeroporto de Narita, os controles de quarentena foram reforçados após o primeiro caso do novo coronavírus ligado ao surto de pneumonia na China ter sido detectado em um residente do Japão.

Fonte: The Guardian

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades