Forte tufão Haishen: vento histórico em Kyushu e ondas de até 9 metros

Com a luz do dia, de segunda-feira, as marcas deixadas pelo temido tufão Haishen começaram a ficar visíveis. Pelo menos 35 pessoas estão feridas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Telhado de um estabelecimento da galeria comercial da cidade de Saga é derrubado (Saga Shimbun)

O grande e forte 10.º tufão que passou por Okinawa, Amami e Kyushu deixou suas marcas, causando inclusive um deslizamento com vítimas. 

Publicidade

Por ser temeroso, a AMJ-Agência de Meteorologia, de forma incomum, realizou várias coletivas de imprensa para alertar a população, desde sexta-feira (4). No final de semana o Primeiro-Ministro Shinzo Abe também fez um pronunciamento pedindo à população para tomar ações que preservem a vida, diante do temor de desastres.

35 feridos

Após o amanhecer de segunda-feira (7) começaram a ficar visíveis os danos materiais causados pela passagem do Haishen. Até 9h30 a NHK levantou que há pelo menos 35 pessoas feridas em Kyushu, nas províncias de Kagoshima, Miyazaki, Nagasaki, Fukuoka, Oita e Saga.

Tufão às 11 de segunda-feira (FNN)

Às 11h de segunda-feira o 10.º tufão continuava forte, com 955hPa, e embora a área de forte tempestade já estivesse sobre o Mar do Japão, a imensa área de vento ainda cobria Kyushu, Chugoku, Shikoku, Kansai e parte de Tokai e Hokuriku.

Chuva equivalente ou superior a um mês

A província de Miyazaki teve índice pluviométrico equivalente ou superior a um mês. Na segunda-feira o tempo continua instável, com chuvas ocasionais.

Índices pluviométricos muito elevados (FNN)

Mesmo que a chuva tenha cessado é preciso ficar atento aos deslizamentos por causa da instabilidade do solo.

No vilarejo de Shiiba (Miyazaki) ocorreu um deslizamento o qual soterrou uma casa. Quatro residentes estão sendo procurados.

Rajadas de vento históricas e destruições

Ondas com elevação de até 9 metros foram registradas nas regiões costeiras das províncias de Kyushu.

Sobrado desabitado derrubado pelo vendaval (NHK)

Um sobrado desabitado de Shin-machi, litoral da cidade de Makurazaki (Kagoshima), foi derrubado. Pouco antes das 8h nesse local foi constatada rajada de vento de 46 metros por segundo, o equivalente a 165 quilômetros por hora. Ninguém se feriu.

Rajadas de vento históricas (FNN)

As rajadas de vento foram históricas em relação aos dados do país em várias cidades e em outras foram recorde do mês de setembro. 

Por volta das 5h30  de segunda-feira uma parte da parede de um sobrado descolou e caiu. O telhado da indústria MTech de Fukuoka foi levado, caindo na calçada, por volta das 7h.

Placa em queda e telhado da MTec de Fukuoka no chão (FNN)

Em Shingu (Fukuoka) uma placa comercial despencou do topo no domingo, cuja cena foi gravada por um telespectador da JNN.

Raiz da árvore e a área destruída (JNN)

Em Itsoshima (Kumamoto) uma árvore de 200 anos foi derrubada, pela raiz, destruindo o santuário principal de um oratório xintoísta.

Os relatórios sobre os danos levantados pelas prefeituras ainda não foram enviados para os governos de cada província.

Fontes: JNN e ANN (transmissões ao vivo) e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

N-Box da Honda continua sendo o carro mais vendido no Japão

Publicado em 7 de setembro de 2020, em Sociedade

O modelo manteve seu lugar de topo quando a demanda estava fraca em toda a indústria devido à pandemia de coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

N-Box da Honda continuou sendo o carro mais vendido no Japão em agosto (Honda)

O N-Box da Honda foi o carro novo mais vendido no Japão pelo 9º mês consecutivo em agosto, mostraram dados na indústria na sexta-feira (4).

Publicidade

Vendas de veículos leves (kei jidosha) caíram 20,6% em comparação ao ano anterior, para 14.514 unidades devido à epidemia de coronavírus, mas o modelo manteve seu lugar de topo quando a demanda estava fraca em toda a indústria.

O subcompacto Yaris da Toyota, que foi renovado completamente em fevereiro, ficou em 2º lugar com 11.856 unidades vendidas.

Dentre os veículos leves, o Tanto da Daihastu teve declínio de 45,7% nas vendas e o Move uma diminuição de 13,7%.

Dentre os veículos de porte maior, o compacto SUV Raize da Toyota, lançado em novembro, subiu para o 4º lugar nos rankings gerais com 9.391 unidade vendidas.

Veja os carros novos mais vendidos no Japão em agosto:

Posição Carro Modelo Unidades vendidas
1 N-Box Honda 14.514
2 Yaris Toyota 11.856
3 Spacia Suzuki 10.579
4 Raize Toyota 9.391
5 Tanto Daihatsu 9.151
6 Corolla Toyota 8.751
7 Move Daihatsu 7.594
8 Fit Honda 7.158
9 Alfard Toyota 7.103
10 Hustler Suzuki 6.384
Fonte: Nippon, Response

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades