Grupo imobiliário chinês Evergrande à beira do colapso

Publicado em 21 de setembro de 2021, em Ásia

A Evergrande fez seu nome na propriedade residencial, mas seus interesses se estenderam além disso.

Conglomerado imobiliário chinês tem dívida de US$300 bilhões (banco de imagens)

Os problemas do conglomerado chinês Evergrande dominaram as manchetes após ele ter alertado mais uma vez que poderia deixar de pagar sua dívida astronômica devido a uma crise de liquidez.

Publicidade

Especialistas caracterizaram os esforços da companhia como um grande teste para Pequim que corre o risco de se transformar no momento Lehman Brothers da China, enviando ondas de choque por toda a segunda maior economia do mundo.

Esta semana poderia ser crítica para a companhia. Ela deveria pagar juros sobre alguns empréstimos bancários na segunda-feira (20), de acordo com o site Bloomberg. O site divulgou recentemente que autoridades chinesas disseram aos grandes bancos que não receberão esses pagamentos.

E pagamento de juros totalizando mais de US$100 milhões devem vencer nesta semana em dois dos títulos da companhia, de acordo com a fornecedora de dados Refinitiv.

Quem é a Evergrande?

A Evergrande é uma das maiores promotoras imobiliárias da China. A companhia faz parte da Global 500 – o que significa que ela também é um dos maiores negócios do mundo em lucros.

Listada em Hong Kong e sediada na cidade de Shenzhen, no sul da China, ela emprega cerca de 200 mil pessoas. Ela também ajuda indiretamente a sustentar mais de 3,8 milhões de empregos a cada ano.

O grupo foi fundado pelo bilionário chinês Xu Jiayin, que já foi o homem mais rico do país.

A Evergrande fez seu nome na propriedade residencial – ela ostenta que “detém mais de 1,3 mil projetos em mais de 280 cidades” por toda a China – mas seus interesses se estenderam além disso.

Fora da área imobiliária, o grupo investiu em veículos elétricos, esportes e parques temáticos. Ele até detém um negócio de comidas e bebidas, vendendo água engarrafada, produtos de quitanda, laticínios e outros itens na China.

Em 2010, a companhia comprou uma equipe de futebol, que agora é conhecida como Guangzhou Evergrande. Essa equipe, desde então, construiu o que agora acredita-se ser a maior escola de futebol do mundo, a um custo de US$185 milhões para a Evergrande.

Como ela se deparou com problemas?

Nos últimos anos, as dívidas da Evergrande explodiram, visto que ela fez empréstimos para financiar seus vários investimentos.

O grupo ficou mal falado por se tornar a empreendedora mais endividada da China, com dívidas no valor de mais de US$300 bilhões. Ao longo das últimas semanas, ele alertou investidores sobre problemas de fluxos de caixa, dizendo que ele poderia falhar em pagar se não conseguisse levantar dinheiro rapidamente.

Seu alerta foi ressaltado na semana passada, quando a Evergrande revelou em um arquivo de bolsa de valores que estava enfrentando problemas para encontrar compradores para alguns de seus ativos.

De certa forma, as ambições agressivas da companhia foram o que a colocaram em problemas, de acordo com especialistas.

Analistas esperam que o governo chinês intervenha para limitar as consequências se a Evergrande for inadimplente, e autoridades estão acompanhando de perto, enquanto tentam projetar calma.

Fonte: CNN

Palavras-chave neste artigo

Vamos Comentar?

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão
Info para brasileiros de Mie-ken