Cientistas capturam imagens de criatura marinha apelidada de “Medusa psicodélica”

Descobertas no fundo do mar vêm cativando a atenção do grande público nos últimos anos. Veja o vídeo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O nome oficial da água-viva é Rhopalonematid jelly Crossota Millsae (NOAA)

Na semana passada, exploradores científicos capturaram uma água-viva em uma pose tão eletrizante que estão a chamando de “Medusa psicodélica”.

Publicidade

Os cientistas sugerem que a água-viva, chamada oficialmente de Rhopalonematid jelly Crossota Millsae, flutua um pouco acima do leito marinho, enquanto seus tentáculos alcançam 360 graus prontos para picar sua presa.

O raro avistamento ocorre quando um trabalho estava sendo realizado no Okeanos Explorer, um navio da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA). Desde 30 de outubro de 2018, sua missão tem sido explorar o fundo do mar ao largo da costa de Porto Rico e das Ilhas Virgens dos EUA como parte da expedição Océano Profundo 2018.

O navio envia veículos operados remotamente (ROVs) a uma distância de aproximadamente mil metros abaixo e transmissões de vídeo voltam para os cientistas que estão acima. As imagens os ajudam a ver e entender as partes mais profundas e escuras do oceano.

Descobertas no fundo do mar vêm cativando a atenção do grande público nos últimos anos. A imagem da água-viva hipnotizante aparece poucos meses após cientistas da NOAA e seus parceiros terem descoberto um sistema de recifes de corais no fundo do mar quese estende pela costa da Virgínia até a da Georgia.

Em uma postagem de blog no site da NOAA, cientistas dizem que pegar criaturas marinhas nessas poses simples e naturais os permite entender mais sobre como elas se desenvolvem. O apoio do público pode levar a uma exploração continuada dessas áreas desconhecidas e de criaturas marinhas que lá vivem.

A NOAA vem compartilhando as imagens capturadas por seus ROVs e postando uma variedade colorida de vídeos e fotos em seu site.

Toque aqui para abrir a página da NOAA e assistir ao vídeo dessa incrível criatura marinha, a “Medusa psicodélica”.

Fonte: CNN Travel

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Inverno mais quente segundo meteorologia

Publicado em 23 de novembro de 2018, em Sociedade

Em geral a temperatura costuma cair no final de novembro, mas este ano a previsão é de temperaturas mais elevadas nos próximos 3 meses.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Expectativa de Natal com flocos de neve (Good Free Photos)

A Agência de Meteorologia do Japão-AMJ divulgou na quarta-feira (21) as informações mais recentes sobre o fenômeno El Niño e suas consequências no inverno.

Publicidade

A tendência é de inverno mais quente do que a média anual, em todo o arquipélago, no período de dezembro deste ano a fevereiro de 2019. A previsão é de temperaturas mais elevadas que a média no oeste do país e iguais ou levemente mais altas no leste.

Previsão da temperatura média de dezembro a fevereiro (Weather News)

Porém, nesse período poderá vir uma frente fria provocando queda de temperatura temporariamente.

Natal branco?

É esperado que essa frente fria chegue entre meados de dezembro até a primeira quinzena de janeiro. Ainda não é possível prever se poderá ser no Natal ou nas festas de final e começo de ano.

Snowboard (Pixabay)

Com inverno mais ameno há preocupações. Uma delas é que pode demorar para acumular neve nas estações de esqui. A outra é jamais se descuidar para quem mora nas regiões montanhosas.

Por causa do El Niño a corrente marítima chamada de kuroshio, tem possibilidade de aumentar a formação da pressão atmosférica típica do Japão chamada de nanganteikiatsu. Se coincidirem essa baixa pressão atmosférica com a frente fria há preocupação com neve pesada.

E, quando a temperatura se eleva, há risco de avalanche da neve acumulada nas encostas das montanhas. Por isso, é preciso ficar atento às informações meteorológicas.

Fontes: Weather News

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades