Justin Bieber revela que tem doença de Lyme

Publicado em 10 de janeiro de 2020, em Notícias do Mundo

O cantor Justin Bieber revelou que foi diagnosticado com a doença de Lyme e que vem fazendo tratamento.

Neste Artigo:
&nbspJustin Bieber revela que tem doença de Lyme
Justin Bieber em 2015 (Wikipedia)

Através de um post no Instagram, o cantor Justin Bieber declarou que abordará sua luta contra a doença de Lyme em um documentário no YouTube.  

Publicidade

O post é datado de quarta-feira (8), como parte de um artigo da TMZ relatando que o documentário do YouTube está marcado para ser lançado em 27 de janeiro.

Ele escreveu que vinha sofrendo mas somente há pouco tempo foi diagnosticado com essa doença. “Tem sido anos difíceis, mas vou obter o tratamento certo que ajudará a tratar esta doença incurável até agora e voltarei e melhor do que nunca”, declarou o cantor no post.

Doença de Lyme

É uma doença infecciosa, causada por bactérias Borrelia, transmitida por carrapatos, sendo mais comum nos Estados Unidos. Mas pode ocorrer também em outros países, incluindo o Japão.

Depois do eritema – mancha vermelha pela picada do animal – os sintomas podem aparecer dentre 3 dias a uma semana. Além da erupção cutânea, a pessoa terá sintomas como cansaço, dor de cabeça, náuseas, dores nas articulações, rigidez no pescoço, entre outras.

A recuperação completa do paciente é rara, e ele deve receber tratamento e ser monitorado. A maioria das pessoas tratadas com antibióticos, quando diagnosticada cedo, se recupera totalmente, de acordo com o CDC, embora a infecção possa se tornar grave ou prolongada em alguns casos.  

Fontes: CNN Japan e Japan Today


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão