Sega interrompe vendas de jogo após ator ser preso por uso de cocaína

A Sega disse que recebeu os relatos da prisão e está confirmando os fatos, mas por enquanto interromperá os envios e vendas digitais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Vendas do Judgment foram suspensas no Japão (YouTube/Playstation)

A empresa de games Sega interrompeu as vendas de seu videogame Judgment no Japão após o ator Pierre Taki, que aparece nele, ter sido preso por alegado uso de droga.

Taki, que atua como gangster no game, foi preso na noite de terça-feira (12) sob suspeita de uso de cocaína.

O Judgment está à venda no Japão desde dezembro de 2018 e tinha previsão de ser publicado no mundo no fim deste ano.

Assim como a interrupção dos envios e vendas digitais, a Sega disse que vai deletar os tuítes relacionados ao jogo.

O ator de 51 anos, cujo nome real é Masanori Taki, admitiu ter usado uma pequena quantidade de cocaína em Tóquio, de acordo com o Japan Times.

O nome real de do ator de 51 anos Pierre Taki é Masanori Taki (NHK)

Isso segue uma busca pelas autoridades no carro e na casa de Taki e subsequente prisão após vestígios de cocaína terem sido encontrados em um teste de urina.

O Japão tem leis de drogas rigorosas e a posse de cocaína pode levar a uma condenação de até sete anos de prisão.

O ator é membro do grupo pop Denki Groove. Ele também faz a voz do boneco de neve Olaf na versão japonesa do filme Frozen da Disney.

Contudo é o seu papel em um videogame que está atraindo a maior polêmica.

O Judgment, que é chamado no Japão de Judge Eyes: Shinigami no Yuigon, destaca a voz e semelhança de Taki, que representa um gangster yakuza chamado Kyohei Hamura.

“A Sega recebeu os relatos da prisão e está atualmente confirmando os fatos, mas por enquanto interromperemos voluntariamente os envios e vendas digitais, assim como coisas como postagens na homepage do produto”, disse a empresa em uma declaração.

No Twitter, a Sega disse que também deletaria os tuítes de propaganda sobre o jogo.

https://www.youtube.com/watch?time_continue=40&v=5ZIFSfdUjW4

Fonte: BBC

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Pode aumentar o número de prédios do Leopalace 21 com falhas na construção

Publicado em 14 de março de 2019, em Economia

Apesar da empresa Leopalace 21 ter relatado 1.324 prédios com irregularidades o governo aponta que chegam a quase 2 mil.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Leopalace 21 informou que são 1.324 prédios mas governo indica 1.900

A empresa de gestão imobiliária Leopalace 21 anunciou no mês passado que encontrou 1.324 prédios com irregularidades dos 39 mil ainda em exame. Por conta disso mais de 7 mil inquilinos dos apartamentos dos 641 prédios foram convidados a deixar a moradia na época do ano mais difícil para fazer mudança.

Isso se deve ao fato dos estudantes, assalariados e funcionários públicos se mudarem, tanto por ingressar em uma nova escola quanto os transferidos. Ocorre um pico de mudanças nesta época.

Na quinta-feira (14) ocorreu uma reunião entre especialistas do Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo, em Tóquio. Lá foi apontado que o número de edifícios fora da lei de construção são pelo menos 1,9 mil prédios.

Em decorrência dessas irregularidades do Leopalace 21 será discutido se é necessário investigar outros concorrentes em relação à construção dos prédios de apartamentos.

A empresa em questão criou uma comissão de inquérito externa, com advogados, no final do mês passado. É esperado que a comissão apresente relatório no dia 18 deste mês. Com base nesse a equipe do ministério terá as causas esclarecidas e considerará medidas para evitar a recorrência.

Esse escândalo do Leopalace 21 afeta não só os inquilinos como também os proprietários desses imóveis. Depois do relatório da investigação as responsabilidades serão apuradas e, nesse caso, além do Leopalace, as construtoras que fizeram as obras.

Fontes: ANN e Jutaku

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades