Chama olímpica chega ao Japão

Um avião especial transportando a chama aterrissou na Base de Matsushima da Força Aérea de Autodefesa do Japão em Miyagi na manhã desta sexta-feira (20).

O judoca Tadahiro Nomura e a lutadora Saori Yoshida (NHK)

A chama olímpica para os Jogos de Tóquio 2020 chegou ao Japão nesta sexta-feira (20) em uma base aérea no nordeste do Japão face à pandemia de coronavírus.

Publicidade

Em meio a crescentes preocupações entre atletas de todo o mundo de que os Jogos de Verão podem correr o risco de adiamento ou cancelamento, a etapa do revezamento de tocha japonês, com o conceito “Hope Lights Our Way” (Esperança Ilumina Nosso Caminho, em tradução livre), começará na próxima semana e levará a chama recebida da Grécia por todo o arquipélago.

Contudo, organizadores das olimpíadas tiveram que reduzir significativamente o tamanho da cerimônia para receber a chama na Base de Matsushima da Força Aérea de Autodefesa do Japão em Miyagi, uma das províncias devastadas pelo massivo terremoto e tsunami há 9 anos.

O evento, realizado em condições tumultuosas, teve a participação de um número limitado de pessoas, incluindo o presidente do comitê organizador de Tóquio, Yoshiro Mori, e dois atletas ganhadores de três medalhas de ouro, o judoca Tadahiro Nomura e a lutadora Saori Yoshida.

Era para eles terem sido parte de uma delegação de alto nível enviada para receber a chama em Atenas, na Grécia, um dia antes, mas o plano foi abortado porque o vírus está se espalhando rapidamente por toda a Europa.

“Finalmente está começando. Agora é uma época de muitas dificuldades, mas espero que o revezamento de tocha possa levar alegria e esperança a todos”, disse Yoshida, que com Nomura, receberam a chama em uma lanterna e acenderam o caldeirão olímpico na base aérea.

Devido a precauções com o coronavírus, muitas festividades para os jogos foram afetadas desde 12 de março quando um evento para acender a chama foi realizado na Grécia como programado, embora sem a presença de espectadores.

Após a chegada da chama que veio a bordo de um avião fretado chamado “Tokyo 2020 Go” a equipe de acrobacia da força aérea, a Blue Impulse, desenhou os cinco anéis olímpicos no céu com fumaça colorida.

Enquanto admite a atual situação difícil decorrente da propagação do vírus, o Comitê Olímpico Internacional e oficiais japoneses insistem que os jogos começarão como planejado em 24 de julho.

Entretanto, mais vozes foram levantadas nos últimos dias sobre o cancelamento da abertura das Olimpíadas, as quais serão seguidas pelas Paralimpíadas em 25 de agosto, considerando uma série de suspensões de qualificadores e preocupações com o risco de saúde dos atletas.

A chama foi transportada em avião especial vinda da Grécia (NHK)

O COI disse no início desta semana que somente 57% dos atletas haviam sido qualificados para os Jogos de Tóquio.

Uma pesquisa da agência Kyodo de notícias divulgou na segunda-feira (16) que 69.9% das pessoas no Japão não esperam que os jogos sejam realizados como programados em meio ao surto global do vírus.

Após a cerimônia de chegada, a que o comitê organizador de Tóquio chama de “Flame of Recovery” (Chama da Recuperação, em tradução livre) será colocada em exibição em Miyagi, Iwate e Fukushima, as províncias mais afetadas pelo desastre de 11 de março de 2011, por dois dias antes do início do revezamento de tocha que terá duração de 121 dias.

O revezamento de tocha, ostentando o tema da icônica sakura do Japão, iniciará na quinta-feira (26) no centro de treinamento de futebol  J-Village na província de Fukushima, que serviu como base de operações de linha de frente para combater o desastre nuclear.

Mas também por causa do coronavírus, a cerimônia para a partida da tocha será realizada a portas fechadas.

Enquanto solicita que as pessoas evitem assistir ao revezamento de tocha nas ruas em grandes grupos, o comitê organizador japonês disse que as cerimônias que marcam o início e fim de cada dia do revezamento serão realizadas sem espectadores até pelo menos 1º de abril.

Fonte: Mainichi

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Vendas de armas aumentam nos EUA em meio à propagação do coronavírus

Publicado em 20 de março de 2020, em Notícias do Mundo

Grandes aumentos nas compras de armas de fogo e munição em meio à propagação do coronavírus no país.

Notas de dólar e arma de fogo (ilustrativa/PM)

Vendedores de armas nos Estados Unidos estão registrando grandes aumentos nas compras de armas de fogo e munição em meio à propagação do coronavírus no país.

Publicidade

Imagens de longas filas em lojas de armas na Califórnia, Oklahoma e em outros lugares viralizaram na mídia social.

O site de munição Ammo.com disse que registrou um aumento sem precedentes nas vendas de balas ao longo das últimas 3 semanas.

Administradores do site, que envia munição para quase todos os estados da nação, divulgaram os números no fim da noite de 16 de março mostrando um aumento de 77% nas visitas na home page entre 23 de fevereiro e 15 de março.

Essas visitas levaram a um aumento de 222% nas transações ao longo do mesmo período quando comparado com as primeiras 3 semanas em fevereiro.

As receitas aumentaram 309%, de acordo com o site, o qual disse que o medo do coronavírus está alimentando o aumento das vendas.

“O mundo nunca viu qualquer coisa como essa e as pessoas querem garantir que estão preparadas para o que vem pela frente, seja escassez de comida, paralisação do governo, ou coisa pior”, disse um porta-voz da Ammno.com em uma declaração por email. “Quando tudo em volta de você é incerto, ter um fornecimento de munição pode fazer com que nossos clientes se sintam mais seguros”.

A lei federal exige de qualquer pessoa que compre uma arma de um vendedor licenciado nos Estados Unidos que seja aprovada em uma verificação de histórico criminal, que é submetida ao Sistema Nacional de Verificação de Antecedente Criminal Instantâneo (NICS) do FBI.

O departamento não quis confirmar se observou ou não um aumento alimentado pelo coronavírus nas verificações de antecedentes, mas seus números mais recentes do NICS mostram uma subida de 73% nas verificações de antecedentes em fevereiro quando comparados ao mesmo mês 1 ano atrás.

O Texas lidera as vendas da Ammo per capita, de acordo com o site, o qual citou que estados e regiões onde o número de casos confirmados de coronavírus são altos estão vivenciando os maiores aumentos de vendas de armas e munição.

Um associado de vendas na Bullseye Tactical Supple, uma loja armas e munição em Woodbridge, Nova Jérsei, disse que as compras tiveram alta de 40% em meio à pandemia de coronavírus.

“Todo mundo, eles querem ter proteção no caso de algo acontecer”, disse o vendedor. “Há simplesmente um sentimento geral de medo de ficar bloqueado ou ter que ficar isolado para proteger suas casas se mantimentos ficarem limitados e as pessoas começarem a saquear”.

Fonte: CNN Business

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros